P... que os pariu

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4348
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby Bugman » 18 Jan 2013 15:48

croquete wrote:Tenho de concordar com o Bugman, há muita gente que tem aquilo que merece.


E nem concordas por metade...

A minha reacçao a esta notícia foi:
Bugman no facebook wrote:Perceber Portugal: Todos os cidadaos que votam em Portugal já foram governados por mais do que 1 dos partidos que se reveza e devem-se lembrar de pelo menos 1 de cada. No entanto, PSD e PS sobem nas intençoes de voto. Meus caros... No "meu" ultimo boletim de voto havia 14 entradas e nao 5. Nao vale a pena queixarem-se se a cruz cai sempre no mesmo sitio com a esperança que "à 20ª é de vez..."
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby Thanatos » 18 Jan 2013 18:35

Bugman, a tua linha de raciocínio não conta com os novos votantes e com o partido dos abstémios. Este último também tem subido.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby Thanatos » 22 Jan 2013 20:42

http://www.publico.pt/sociedade/noticia ... en-1581636

Estado paga indemnização de 12 mil euros a professor acusado de insultar Sócrates

O afastamento de Fernando Charrua da Direcção Regional de Educação do Norte (DREN), em 2007, nunca foi devidamente justificado e teve uma "conotação política". O Estado terá, por isso, que pagar 12 mil euros ao professor, lê-se num acórdão do Tribunal Central Administrativo do Norte, que conclui ainda que houve uma "conduta ilícita da Administração" neste processo.


O Ministério da Educação perde, assim, o recurso que havia interposto do acórdão do Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto que, em Julho de 2011, já tinha condenado o Estado a indemnizar o professor.


Alguém me explica porque car#&?$ tenho eu e todos os outros Zé Pagantes de desembolsar 12 mil à pála duma puta qualquer que quis dar o coice no homem? (note-se que não estou contra o homem mas sim contra estas condenações do "Estado" em que pagamos pelas ações duma série de burrocratas que querem dar graxa a todo o custo - custo do erário nosso).
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4348
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby Bugman » 23 Jan 2013 13:23

A minha linha de raciocínio nao esconde o novos votantes. Todos os novos votantes, desde as últimas eleiçoes, se englobam nas premissas que eu estabeleço logo deveriam contribuir ainda mais para um afastamento dos do costume.

Quanto ao teu comentário, nao estás sozinho:
Henrique Monteiro wrote:Por que vamos pagar ao professor CharruaAinda se lembram do professor Charrua? Aquele que uma célebre diretora regional de educação do Norte afastou, em 2007, porque teria dito uma piada sobre (ou chamado um nome a) José Sócrates? Pois bem, o professor Charrua ganhou, já em recurso no Tribunal Central Administrativo do Norte, uma indemnização de 12 mil euros por ter sido injustamente tratado.

Os 12 mil euros (eu sei que em contas do Estado isto não é nada) são pagos por todos. Mas a ação que a Dª Margarida Moreira, então a diretora regional, e a secretaria-geral do ministério moveram ao professor Charrua foi, na altura, muito contestada. Tanto, que a própria ministra Maria de Lurdes Rodrigues mandou arquivar o processo (embora numa altura em que Charrua já estava afastado, e sem o reintegrar).

Ao decidir que houve conduta ilícita por parte da Administração, o tribunal dá razão ao professor. Mas ao recusar que sejam os intervenientes nessa conduta, ou seja o secretário-geral do ministério e, eventualmente, a diretora regional, a indemnizar Charrua, atira para cima dos contribuintes um ato reprovável - e denunciado logo na altura - de dois funcionários superiores do Estado. Que assim ficam impunes. Ou irá o ministério da Educação agora atuar?
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

croquete
Edição Limitada
Posts: 1038
Joined: 11 Feb 2009 16:29
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby croquete » 23 Jan 2013 15:27

Acho que existe um mito que associa as abstenções a protesto.
Quem se cala não protesta, quem se cala consente.

Assistimos a discursos belos mas circunstanciais sobre os perigos da abstenção mas ninguém se chega à frente com uma proposta que obrigue o voto por lei.
Ok. venham de lá essas pedras... :whistle:...é um atestado de infantilidade, somos um país moderno e alfabetizado....
Acontece que a prática prova exactamente o contrário.

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4348
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby Bugman » 23 Jan 2013 15:48

croquete wrote:Acho que existe um mito que associa as abstenções a protesto.
Quem se cala não protesta, quem se cala consente.

Assistimos a discursos belos mas circunstanciais sobre os perigos da abstenção mas ninguém se chega à frente com uma proposta que obrigue o voto por lei.
Ok. venham de lá essas pedras... :whistle:...é um atestado de infantilidade, somos um país moderno e alfabetizado....
Acontece que a prática prova exactamente o contrário.


Só te poderia atirar flores porque muitas vezes dou comigo a pensar o mesmo... No entanto, que voto de protesto podes realizar? Se existe o mesmo efeito prático entre votares branco/nulo e nao meteres la os pés, de que forma tornas a tua discordância visível? (Reitero que sou contra o abstencionismo, mas face ao exposto nao tenho muitas armas para entrar em discussoes...)
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

croquete
Edição Limitada
Posts: 1038
Joined: 11 Feb 2009 16:29
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby croquete » 23 Jan 2013 16:18

Bugman wrote:o mesmo efeito prático entre votares branco/nulo e não meteres la os pés,


O erro reside precisamente aí.

O problema reside na inércia, se fores obrigado a votar e votares branco, o teu partido é claramente o de protesto.
Se mantens o estado de coisas tal como está,cada um interpretará a abstenção ao sabor das suas conveniências.

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4348
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby Bugman » 23 Jan 2013 16:31

croquete wrote:
Bugman wrote:o mesmo efeito prático entre votares branco/nulo e não meteres la os pés,


O erro reside precisamente aí.

O problema reside na inércia, se fores obrigado a votar e votares branco, o teu partido é claramente o de protesto.
Se mantens o estado de coisas tal como está,cada um interpretará a abstenção ao sabor das suas conveniências.


A tua resposta, por muito correcta que seja (e eu próprio a dou quando em conversas) nao responde à questao: se o efeito prático de um e outro, se a consequência de ires lá manifestar o teu descontentamento e a consequência de te descontentares em casa é a mesma, como podes exigir da sociedade um tratamento diferenciado?

Na prática (aos olhos da lei eleitoral) serve o mesmo propósito nao votar, votar em branco ou votar nulo. Isto nao é especulaçao ou conversa de abstencionista (que nao sou). Isto é a dura realidade.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

croquete
Edição Limitada
Posts: 1038
Joined: 11 Feb 2009 16:29
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby croquete » 23 Jan 2013 17:54

Bugman wrote:se o efeito prático de um e outro,... é a mesma,


Será mesmo assim?
O efeito prático será o mesmo?
Quanto a mim, não posso inferir que estejas errado, mas também não posso inferir que estejas correcto, esse é o problema da inércia.

Pensa bem, num dos casos foste obrigado por lei a votar.
Se calhar até votaste nalgum partido por causa disso na vez de votar em branco.
Se calhar até apareceriam pessoas que dessem a cara por quem votou em branco.

Foste votar e mesmo se votares em branco, uma decisão foi tomada, um gesto foi feito. A inércia deixa-te no cinzento.
O efeito prático quanto a mim será diferente.
Clarificará pelo menos o discurso cinzento dos Marcelos que por aí há. Logo ali onde reside o verdadeiro poder em Portugal.

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby pco69 » 23 Jan 2013 17:54

Todos os partidos recebem um valor por cada voto que recebem nas eleições.
Eu contribuo para conter as despesa do estado.
Não voto.
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

croquete
Edição Limitada
Posts: 1038
Joined: 11 Feb 2009 16:29
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby croquete » 23 Jan 2013 17:56

pco69 wrote:Todos os partidos recebem um valor por cada voto que recebem nas eleições.
Eu contribuo para conter as despesa do estado.
Não voto.

croquete wrote:Acho que existe um mito que associa as abstenções a protesto.
Quem se cala não protesta, quem se cala consente.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby Samwise » 23 Jan 2013 18:30

Eu também alinho pela ideia de obrigatoriedade em comparecer no local de voto. :) (é a chamada Democracia Total...itarista :twisted: )

Concordo com o croquete numa coisa: o facto de teres de lá ir provavelmente daria origem a uma muito maior quantidade de votos úteis do que de votos em branco, ou nulos. É catastrófico perderem-se tantos votos apenas por "inércia", "perguiça", ou puro "não querer saber de política para nada". Parece-me que os que não querem saber de política para nada são também os mais descontentes com os representantes eleitos.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby pco69 » 23 Jan 2013 20:51

Lei 19 de 2003

(...)
Artigo 5.o
Subvenção pública para financiamento dos partidos políticos
1 — A cada partido que haja concorrido a acto eleitoral,
ainda que em coligação, e que obtenha representação
na Assembleia da República é concedida, nos
termos dos números seguintes, uma subvenção anual,
desde que a requeira ao Presidente da Assembleia da
República.
2 — A subvenção consiste numa quantia em dinheiro
equivalente à fracção 1/135 do salário mínimo mensal
nacional por cada voto obtido na mais recente eleição
de deputados à Assembleia da República.
3 — Nos casos de coligação eleitoral, a subvenção
devida a cada um dos partidos nela integrados é igual
à subvenção que, nos termos do número anterior, corresponder
à respectiva coligação eleitoral, distribuída
proporcionalmente em função dos deputados eleitos por
cada partido, salvo disposição expressa em sentido distinto
constante de acordo da coligação.
4 — A subvenção é paga em duodécimos, por conta
de dotações especiais para esse efeito inscritas no orçamento
da Assembleia da República.
5 — A subvenção prevista nos números anteriores é
também concedida aos partidos que, tendo concorrido
à eleição para a Assembleia da República e não tendo
conseguido representação parlamentar, obtenham um
número de votos superior a 50 000, desde que a requeiram
ao Presidente da Assembleia da República.
(...)


Se os 5 milhões de eleitores não comparecerem às próximas eleições, eles podem nomear-se uns aos outros (o resultado é exactamente o mesmo) e poupamos ao estado e ao país uns 70 milhões de euros. :bbde:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4348
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby Bugman » 23 Jan 2013 21:05

croquete wrote:
Bugman wrote:se o efeito prático de um e outro,... é a mesma,


Será mesmo assim?
O efeito prático será o mesmo?
Quanto a mim, não posso inferir que estejas errado, mas também não posso inferir que estejas correcto, esse é o problema da inércia.

Pensa bem, num dos casos foste obrigado por lei a votar.
Se calhar até votaste nalgum partido por causa disso na vez de votar em branco.
Se calhar até apareceriam pessoas que dessem a cara por quem votou em branco.

Foste votar e mesmo se votares em branco, uma decisão foi tomada, um gesto foi feito. A inércia deixa-te no cinzento.
O efeito prático quanto a mim será diferente.
Clarificará pelo menos o discurso cinzento dos Marcelos que por aí há. Logo ali onde reside o verdadeiro poder em Portugal.


Tudo o que dizes é muito bonito mas fica no papel. Eu sei porque até ver a lei eleitoral dizia o mesmo (e até devem haver aqui no fórum comentários a esse respeito). Apenas por duas vezes não votei e foi porque não pude. Não clarifica Marcelos coisíssima nenhuma. O efeito prático do voto em branco ou nulo é o mesmo, o mesmíssimo, de não meteres lá nada. Não afecta em nada a atribuição de lugares. Não afecta a determinação de quem ganha ou perde umas presidenciais. Nada. Zero. Se quiseres ficar pelo campo da significância, ah sim aí tem muito significado, mas os significados são aqueles que lhes quiseres dar mas para a lei, para aquilo que afecta o teu dia a dia não tem significados diferentes.

A questão é: achas que quem fica em casa são os que votariam nos partidos sem representação? Ou isto de votar tanto faz em quem se vota e não tem de ser um acto de consciência? Não basta já de inconsciência?

Partindo do pressuposto que nas última legislativas tu votaste em branco e eu fiquei em casa: qual dos dois dificultou/facilitou a eleição do actual governo?
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: P... que os pariu

Postby Thanatos » 23 Jan 2013 21:25

Eu como sou um gajo do contra sempre que me dão a chance vou votar e faço o possível por votar em quem sei que à partida nunca lá chega. É o verdadeiro dois-em-um porque voto conscientemente em quem representa minimamente aquilo que sempre acreditei e pelo qual pauto o meu comportamentoe sempre alegro os rapazes por ainda irem tendo alguns votos. ^_^

A chatice vai ser se um dia todos os portugueses pensarem como eu. :devil:
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!


Return to “Geral”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 4 guests

cron