Amanhã será um novo dia, amanhã será mais fácil...

User avatar
Gaminha
Edição Limitada
Posts: 1363
Joined: 10 Jun 2009 16:53
Location: Porto
Contact:

Amanhã será um novo dia, amanhã será mais fácil...

Postby Gaminha » 25 Sep 2009 15:21

Saio de casa e fecho a porta com a chave tal como o Miguel me disse para fazer. Começo a andar pelo passeio tão bonito e todo direitinho. De todas as vezes que ando naquele passeio fico feliz, nunca tinha visto um passeio daqueles só para as pessoas andarem. Na aldeia só temos as valetas, todas cheias de silvas que picam as pernas e sardaniscas que fogem. Olho para os sapatos pretos que o Miguel me ofereceu quando cá chegamos. Aqui ninguém anda descalço. Começa a chover e eu não tenho chapéu-de-chuva. Sou a única.

Apresso o passo para não ficar doente, não quero dar trabalho ao Miguel. Chego à loja para fazer as compras. Entro e fico de boca aberta à porta da loja, a olhar para todas aquelas coisas.

- Entschuldigung. – ouço atrás de mim.

Assustada afasto-me e quase me colo à parede. A senhora já velha, entra e olha para mim como para um animal estranho. Com o susto agarrei a bolsa com força contra o peito. A velha cheira bem e tem o cabelo todo branco como cal. Parece uma senhora doutora toda limpa com as mãos sem feridas nem sujas.

Avanço para a entrada atrás dela, agarro num cesto como ela, e empurro a placa azul com uma seta como ela. Aquela loja está cheia de luz e limpa, o chão é de tijoleira da boa, não como a venda da Dona Tininha lá da aldeia. Sigo a velha que anda toda trigueira pela loja fora. A velha pára de repente e vira-se para mim com cara de zangada:

- Wollen Sie etwas?

Estaco ali como se me tivessem batido com um pau, olho para a primeira estante e começo a pegar em coisas a encher o cesto, uma, duas, três… A velha já voltou a sua vida. Baixo a cabeça envergonhada, apetece-me chorar tanto. Olho para o cesto, cinco escovas de cabelo todas iguais. Coloco-as todas no sítio e começo a andar a tentar encontrar coisas que preciso.

Ando quase sobre os bicos dos pés para não fazer barulho. Ao tempo que passo por pessoas elas olham-me sobre o ombro, de cabelo escuro e aquela saia preta pelo joelho, reparam em mim. Abaixo mais a cabeça para eles não me verem o vermelho na cara. Encontrei arroz, sinto-me mais segura. Tantos sacos diferentes. Fico especada a olhar para os sacos coloridos. Olho para as etiquetas, olho para os números, olho para os sacos. Pego na carteira e olho para a nota que o Miguel me deu, dez marcos. Olho outra vez para os sacos, olho outra vez para preços. Alguém aparece ao meu lado e pega em dois sacos e vai-se. Decido-me por pegar num que tem os números mais baixos.

Ao virar-me vejo dois moços altos e de cabelo louro escuro a olhar-me. Estão a rir-se. Um deles com o cabelo muito rente. O Miguel falou-me dos homens que não gostam dos "Ausländer", é assim que nos chamam, e que tem assim o cabelo. Começo a andar, novamente com o saco muito agarrado a mim.

Cada vez olham mais para mim. Aperto outra vez a bolsa. Meto a mão para ver se ainda estão lá os papéis, tento lembrar-me da palavra que o Miguel me ensinou se vier a polícia: "Migrationspapiere". Não os posso perder. Um homem muito gordo está a olhar para mim e para a minha carteira e faz sinal ao moço da caixa. Devem pensar que estou a roubar. Vão chamar a polícia de certeza. Paro de mexer na carteira, pego no cesto e vou para a caixa. Tento ser rápida e parecer mais segura, ponho tudo em cima do balcão, o balcão começa a mexer-se e eu começo a andar atrás daquilo aflita, será que fui eu? Olho aflita para o senhor da caixa, este nem me liga nenhuma e começa a carregar na máquina em botões muito depressa. E a empurrar as coisas para mim.

- Rabattickets?

Atrapalhada deixo cair o pão e tiro a nota para fora da bolsa e dou-lha. Seguro na bolsa, no pão e nas moedas que o homem me dá, meto tudo à força dentro do meu saco e saio para a chuva. Continua a chover. Aperto o casaco e começo a fazer o caminho de retorno com os olhos vermelhos e a cara a escaldar de vergonha .

Amanhã será um novo dia, amanhã será mais fácil.




<div align="right">MGL Setembro '09
</div>

kyppulo
Panfleto
Posts: 14
Joined: 07 Aug 2009 21:23
Contact:

Re: Amanhã será um novo dia, amanhã será mais fácil...

Postby kyppulo » 25 Sep 2009 16:15

Gostei do que li :friends:

Nesse texto dizes que tinhas a cara vermelha. E a razão de estar assim? Era um bom pormenor que poderias ter adicionado.

User avatar
Gaminha
Edição Limitada
Posts: 1363
Joined: 10 Jun 2009 16:53
Location: Porto
Contact:

Re: Amanhã será um novo dia, amanhã será mais fácil...

Postby Gaminha » 25 Sep 2009 16:21

kyppulo wrote:Gostei do que li :friends:

Nesse texto dizes que tinhas a cara vermelha. E a razão de estar assim? Era um bom pormenor que poderias ter adicionado.


Obrigada. :rolleyes:
rosto vermelho -> vergonha.

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5487
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Amanhã será um novo dia, amanhã será mais fácil...

Postby pco69 » 25 Sep 2009 21:47

Gostei :notworthy:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Gaminha
Edição Limitada
Posts: 1363
Joined: 10 Jun 2009 16:53
Location: Porto
Contact:

Re: Amanhã será um novo dia, amanhã será mais fácil...

Postby Gaminha » 27 Sep 2009 21:07

pco69 wrote:Gostei :notworthy:


Obrigada por comentares, :friends: .
Fico sempre contente por alguém ler e dar a sua opinião.

Achei este o mais fraco do que escrevi até agora (excepto poesia que é "verde"), mas acho um tema muito poderoso.

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

Re: Amanhã será um novo dia, amanhã será mais fácil...

Postby azert » 28 Sep 2009 16:00

Também gostei muito. É sobre os emigrantes, mas podia ser sobre qualquer outra situação de inadaptação, de controlo cerrado a condutas não conformes com as normas.
Image Image

User avatar
Gaminha
Edição Limitada
Posts: 1363
Joined: 10 Jun 2009 16:53
Location: Porto
Contact:

Re: Amanhã será um novo dia, amanhã será mais fácil...

Postby Gaminha » 28 Sep 2009 16:55

azert wrote:Também gostei muito. É sobre os emigrantes, mas podia ser sobre qualquer outra situação de inadaptação, de controlo cerrado a condutas não conformes com as normas.


Como disse, acho um tema muito "poderoso"...
Obrigada pelo comentário. :friends:


Return to “Gaminha”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron