O Halloween é só o inicio... do terror!

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: O Halloween é só o inicio... do terror!

Postby grayfox » 02 Dec 2011 14:22

grayfox wrote:
Thanatos wrote:Pergunto-me se neste Ciclo vai haver menção de Coscarelli, Fulci, Argento e Bava? E embora não pareça um deles não é italiano. :D


da minha parte, no que toca aos 10 filmes inicialmente planeados, não!



como referi anteriormente tive de fazer alterações ao planeamento inicial :whistle:
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: O Halloween é só o inicio... do terror!

Postby Samwise » 02 Dec 2011 15:02

Então sempre vai haver giallo(s)? :D
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: O Halloween é só o inicio... do terror!

Postby grayfox » 02 Dec 2011 15:17

Estou muito inclinado para isso, e de um desses cineastas que o thanatos falou.
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: O Halloween é só o inicio... do terror!

Postby Samwise » 27 Dec 2011 11:50

Vi o Let Me In, de Matt Reeves, como "preparação" para o livro que a Bubbles me emprestou, e achei um bom filme de terror. É um filme que ficará, contudo, para sempre preso ao facto de seguir com bastante proximidade a obra de Tomas Alfredson, o que lhe coloca um problema "existencial": para quê repetir um filme quase ao pormenor (há diferenças, mas não são substanciais e não concedem ao resultado uma mais-valia que o faça destacar-se)? E ao espectador: para quê ver outra vez "o mesmo filme"? Mais estranho ainda: o autor do livro em que se baseiam os filmes, John Ajvide Lindqvist, foi também quem desenvolveu o guião para os ditos. :blink: O trabalho dele, de um para o outro, foi mínimo. Limitou-se a trocar a ordem de algumas (poucas) partes, e a mudar o cenário de alguns acontecimentos. O resto são as diferenças naturais no modo de filmagem de cada realizador (planos, ângulos, movimentos de câmara, tempos narrativos, etc).

Qual é melhor? Não sei - gostei dos dois praticamente por igual. A escolher, escolho a versão sueca, porque é ligeiramente mais ambígua na forma como explica a relação entre a rapariga e o seu par, e por causa de uma imagem que não é mostrada na segunda adaptação, e que deixa um desconforto acrescido no espectador.

Em todo o caso, são dois bons filmes de terror, com uma incursão "recatada" e intimista ao universo dos vampiros.

8/10
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: O Halloween é só o inicio... do terror!

Postby Thanatos » 27 Dec 2011 22:42

Samwise wrote:Vi o Let Me In, de Matt Reeves, como "preparação" para o livro que a Bubbles me emprestou, e achei um bom filme de terror. É um filme que ficará, contudo, para sempre preso ao facto de seguir com bastante proximidade a obra de Tomas Alfredson, o que lhe coloca um problema "existencial": para quê repetir um filme quase ao pormenor (há diferenças, mas não são substanciais e não concedem ao resultado uma mais-valia que o faça destacar-se)? E ao espectador: para quê ver outra vez "o mesmo filme"? Mais estranho ainda: o autor do livro em que se baseiam os filmes, John Ajvide Lindqvist, foi também quem desenvolveu o guião para os ditos. :blink: O trabalho dele, de um para o outro, foi mínimo. Limitou-se a trocar a ordem de algumas (poucas) partes, e a mudar o cenário de alguns acontecimentos. O resto são as diferenças naturais no modo de filmagem de cada realizador (planos, ângulos, movimentos de câmara, tempos narrativos, etc).

Qual é melhor? Não sei - gostei dos dois praticamente por igual. A escolher, escolho a versão sueca, porque é ligeiramente mais ambígua na forma como explica a relação entre a rapariga e o seu par, e por causa de uma imagem que não é mostrada na segunda adaptação, e que deixa um desconforto acrescido no espectador.

Em todo o caso, são dois bons filmes de terror, com uma incursão "recatada" e intimista ao universo dos vampiros.

8/10


A questão é que estes remakes apontam mais para o mercado norte-americano onde eles pura e simplesmente detestam ver filmes legendados. Os poucos que o fazem são normalmente aquilo se denomina artsy-fartsy ou como por cá dizemos pseudo-intelectuais. Logo a questão do porquê do filme fica esclarecida. Por mais que o lamente Sam eles não produziram este filme para ti ou para a chusma europeia. :P
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: O Halloween é só o inicio... do terror!

Postby Samwise » 28 Dec 2011 13:19

O Allen ainda tentou essa abordagem com algumas obras do Bergman, mas parece não se ter conseguido livrar do epíteto de artsy-fartsy. :twisted: :twisted: :twisted:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -


Return to “Ciclos de Cinema”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron