Bride of Frankenstein

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby Thanatos » 01 Mar 2010 09:08

Resumindo: dois dos temas principais do filme já foram aqui focados pelos vários participantes, a saber, a solidão e a diferença.

Vamos ainda aguardar pela opinião do Sharky mas entretanto podíamos ir discutindo até que ponto os motivos da diferença e solidão não foram uma forma de Whale se pronunciar sobre a sua preferência sexual.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby annawen » 01 Mar 2010 11:36

MAGG wrote:Por outro lado, se o facto da aceitação/ rejeição se prende com regras naturais inerentes a todos os seres "vivos", a forma como a "companheira" (como a Bubbles descreve anteriormente ) rejeita o Monstro é incompreensivel por esse mesmo ponto de vista ( o natural ). A mesma acaba de "nascer" logo o natural seria associar-se aos primeiros seres segundo uma confiança parental ou no mínimo a expressão associada seria a de confusão. A rejeição é baseada em quê ? Na sua "fealdade"? Então nesta situação temos que contar que existem de facto memórias residuais da vida anterior do cérebro da companheira , pois o conceito de beleza e fealdade não é inato sendo uma grande componente incutida através da sociedade envolvente.


Há uma certa ambiguidade na atitude da "Noiva", mas a rejeição é o sentimento dominante. E não tenho dúvidas nenhumas que é por questões de beleza. A atitude dela é similar à atitude do próprio Monstro quando se vê no lago. Ambas parecem-me muito lógicas e muito humanas.

Vamos ainda aguardar pela opinião do Sharky mas entretanto podíamos ir discutindo até que ponto os motivos da diferença e solidão não foram uma forma de Whale se pronunciar sobre a sua preferência sexual.


É possível, embora só se possa ter a certeza lendo testemunhos do realizador.

No meu blog, faço a comparação entre um fotograma de uma cena do filme com o quadro "Ecce Homo" de Bosch. Lembrei-me logo, quando vi a cena da perseguição ao Monstro. Antes referi que me parece haver muita inspiração em pinturas do Pieter Brueghel, (na realidade é mais Bosch, mas também a diferença não é muita.) Ao fazer a comparação, veio-me à mente um possível paralelismo entre a figura do Monstro e de Cristo. Não me parece uma leitura muito descabida tendo em atenção a composição de certas cenas (esta, a passada na masmorra, e a cena da entrada para a tumba onde se vê um cristo caído). O link é este: http://umacredeverde.blogspot.com/2010/02/bosh-e-noiva-do-frankenstein.html O fotograma ficou muito desfocada dado que tirei a fotografia ao televisor, sem tripé, sem poder fazer "pause" se não aparecia-me um risco branco à frente e tive que cortar parte do enquadramento por causa do logo da SIC. Mas acho que dá para ver a semelhança.

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby Thanatos » 01 Mar 2010 14:15

Posso tentar arranjar-te o fotograma correcto «sacando» do meu DVD, annawen.

É muita válido esse paralelismo Monstro/Cristo. Aliás se nos virmos como filhos de Deus e sendo também Cristo o Filho de Deus, não é preciso muito para entender que o Monstro aqui se substitui à figura de alguém que serve para expiar-nos dos pecados. Será que o pecado aqui é querermo-nos arrogar de criadores?

Eu sempre li o romance da Shelley com um romance científico em que o desejo do conhecimento se acaba por sobrepor à razão. As versões em cinema e dada a época apostam mais na vertente gótica/romântica e no «terror» pela feiura do Monstro. No entanto parece-me que Whale e Karloff optam por dar uma dimensão de sofrimento à criatura que provavelmente escapa a muito do público (mas não aos críticos mais atentos), sendo que assim o comentário à ciência enquanto disciplina que deve ser controlada (e controlável) da Shelley perpassa quase na íntegra para os filmes.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby annawen » 01 Mar 2010 14:39

Thanatos wrote:Posso tentar arranjar-te o fotograma correcto «sacando» do meu DVD, annawen.


Isso seria muito porreiro, Thanatos. Se puderes fazer isso, ficava-te muito agradecida. :tu:

É muita válido esse paralelismo Monstro/Cristo. Aliás se nos virmos como filhos de Deus e sendo também Cristo o Filho de Deus, não é preciso muito para entender que o Monstro aqui se substitui à figura de alguém que serve para expiar-nos dos pecados. Será que o pecado aqui é querermo-nos arrogar de criadores?


Sim, essa ideia perpassa pelo filme, na figura do Dr Pretorius por exemplo. Mas também o facto do Frankenstein ser um pai que abandona o filho. Que não assume as responsabilidades da própria criação.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby Samwise » 01 Mar 2010 18:20

Algumas imagens interessantes:

Image
Boris Karloff no processo de "maquilhagem"

Image
James Whale

Image
James Whale and Ernest Thesiger num intervalo durante as filmagens de Bride of Frankenstein

Image
Durante as filmagens de Bride of Frankenstein

Image
Durante as filmagens de The Old Dark House
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
MAGG
Livro Raro
Posts: 2010
Joined: 11 Sep 2009 13:26
Location: Mar de Dentro ...
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby MAGG » 01 Mar 2010 22:56

annawen wrote:
... mas a rejeição é o sentimento dominante. E não tenho dúvidas nenhumas que é por questões de beleza. A atitude dela é similar à atitude do próprio Monstro quando se vê no lago. Ambas parecem-me muito lógicas e muito humanas.


Sim concordo que a rejeição é pela fealdade. O facto da atitude dela ser similar à do Monstro é que me intriga. Repara que a cena do Monstro quando se observa no lago surge após todas as rejeições que entretanto ocorreram. Ou seja a acção é um acto de vislumbrar o que o distingue do resto como forma de tentar compreender o que sucede recorrentemente ( pelo menos foi assim que a entendi ) . Como apreende ela a fealdade se ainda não viveu estas mesmas situações/ comparações? Então mas a mesma não acabou de nascer ? Ela não é um ser novo ? Quem acaba de nascer não traz interiormente a noção do bom ,do mau ,do feio e do belo , logo de partida.

Thanatos wrote: ... mas entretanto podíamos ir discutindo até que ponto os motivos da diferença e solidão não foram uma forma de Whale se pronunciar sobre a sua preferência sexual.


pode ser ... tem lógica que a mesma tenha bastante peso na forma como a diferença é enfatizada em todo o filme , especialmente tendo em conta a época em que o filme foi realizado.
Por outro lado a mesma poderá também ter a ver com o facto do mesmo ter seguido um rumo bastante diferente do dos seis irmãos ( trabalhadores fabris ) devido à sua fraca constituição fisica ( lá está a diferença, que dentro do meio familiar é bastante mais acentuada e "batida" ) e também ao facto do mesmo ter sido aprisionado pelos alemães na primeira guerra mundial ( a solidão associada à diferença mediante a vida prisional na cela e a dicotomia entre prisioneiros e carrascos ).

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby annawen » 02 Mar 2010 00:40

MAGG wrote:Repara que a cena do Monstro quando se observa no lago surge após todas as rejeições que entretanto ocorreram. Ou seja a acção é um acto de vislumbrar o que o distingue do resto como forma de tentar compreender o que sucede recorrentemente ( pelo menos foi assim que a entendi ).


Eu não interpretei dessa maneira, porque logo a seguir aparece a pastora e ele sente-se atraído pela beleza dela. Estas cenas, uma logo a seguir à outra, estão relacionadas. Mas não está mal visto, não senhora. Talvez seja como tu disseste anteriormente... talvez a "Noiva" ainda mantenha alguma memória do cérebro da rapariga. No entanto, quanto mais penso nessa cena mas me parece ambígua a atitude dela. É de rejeição, mas não é assim tão evidente. O Monstro chega a sentar-se ao lado dela e a pegar-lhe na mão, e se bem que ela se afaste um bocadinho, também não tem uma expressão de nojo. Para mim a Noiva é desconcertante por ser tão inumana, com aqueles gritos e os movimentos da cabeça ritmados. Ela é bem mais estranha do que o Monstro e - agora é a minha imaginação - quase aposto que se a deixassem em liberdade ela não teria a mesma inocência do Monstro. Poderia muito bem ser a criatura de terror que o Monstro não é. Não sei, é um pressentimento. (isto contradiz um bocado o eu ter dito atrás que a atitude dela perante o Monstro era humana... acho que já não tenho tanta certeza. Enfim, é uma cena para rever com atenção).

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby Samwise » 03 Mar 2010 01:19

Retomando a discussão...

Está aqui a tua imagem, annawen:

Image

e a pintura comparativa:

Image

annawen wrote:No meu blog, faço a comparação entre um fotograma de uma cena do filme com o quadro "Ecce Homo" de Bosch. Lembrei-me logo, quando vi a cena da perseguição ao Monstro. Antes referi que me parece haver muita inspiração em pinturas do Pieter Brueghel, (na realidade é mais Bosch, mas também a diferença não é muita.) Ao fazer a comparação, veio-me à mente um possível paralelismo entre a figura do Monstro e de Cristo. Não me parece uma leitura muito descabida tendo em atenção a composição de certas cenas (esta, a passada na masmorra, e a cena da entrada para a tumba onde se vê um cristo caído).


Pegando no assunto "o Monstro de Frankenstein como uma representação Cristo", e acrescentando algo mais à discussão, diria que sim, faz todo o sentido, até porque a figura de Pretorius é a encarnação do diabo, e é dele que vai partir uma nova "tentação de Cristo", através da criação de uma mulher - e aqui a ideia também pode ser levada para o campo da manifestação homossexual, ao olharmos para a figura da mulher como uma criação do diabo.

Mas vamos a frases e momentos concretos:

1 - Quando Pretorius apresenta a sua colecção de criações ao Dr. Frankenstein (soberbos efeitos especiais, por falar nisso), uma dessas figuras é o diabo.

Image

O que ele diz nessa altura é o seguinte: "Very bizarre, this little chap. There's a certain resemblence to me, don't you think? Or do I flatter myself? (...) Sometimes I have wondered weather life wouldn't be much more amusing if we were all devils, and no nonsense about angels and being good!"

2 - Depois de retiradas as ossadas da rapariga de dentro do caixão, e quando Pretorius manda os ajudantes embora e decide ficar mais um tempo dentro da tumba, diz:

"I shall wait here for a bit. I rather like this place."

Que mais confirmações seriam necessárias para esclarecer que este é o Senhor das Profundezas dentro da sua propriedade?

3 - Logo depois, Pretorius faz um brinde aos ossos e diz o seguinte (espantosa frase, se considerarmos este contexto como correcto): "I give you the monster!"

Image

4 - Uma das imagens dele, quando o processo de criação da noiva está a decorrer:

Image
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby annawen » 03 Mar 2010 11:08

Excelente post, Sam!

Samwise wrote:Está aqui a tua imagem, annawen:


Na realidade, a imagem é do Thanatos. A minha estava muito desfocada.

Pegando no assunto "o Monstro de Frankenstein como uma representação Cristo", e acrescentando algo mais à discussão, diria que sim, faz todo o sentido, até porque a figura de Pretorius é a encarnação do diabo, e é dele que vai partir uma nova "tentação de Cristo", através da criação de uma mulher - e aqui a ideia também pode ser levada para o campo da manifestação homossexual, ao olharmos para a figura da mulher como uma criação do diabo.


No meu post anterior, quando estava a falar do facto da Noiva ser mais perigosa, ou ter potencial para ser mais perigosa, do que o Monstro, lembrei-me de qualquer coisa semelhante a isso. Mas não sei se não será extrapolar demasiado a leitura.

O que ele diz nessa altura é o seguinte: "Very bizarre, this little chap. There's a certain resemblence to me, don't you think? Or do I flatter myself? (...) Sometimes I have wondered weather life wouldn't be much more amusing if we were all devils, and no nonsense about angels and being good!"


Excelente. Já não me lembrava desta frase. Não podia ser mais claro.

A imagem do ponto 4 é fantástica. Foi aquela a que eu me referi no meu primeiro post. Na altura disse: "Adoro a maneira como toda esta personagem aparece iluminada. Muito magro, com o farto cabelo iluminado por trás. Em especial, durante a tempestade. Há um grande plano da cara dele que tem um jogo de luz e sombra extraordinário." Que é precisamente esta imagem.

User avatar
MAGG
Livro Raro
Posts: 2010
Joined: 11 Sep 2009 13:26
Location: Mar de Dentro ...
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby MAGG » 03 Mar 2010 13:53

E o rei ? Será o Henrique VIII ? Sendo assim a "corridinha" até à rainha assume uma comicidade maior.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby Samwise » 03 Mar 2010 14:13

MAGG wrote:E o rei ? Será o Henrique VIII ? Sendo assim a "corridinha" até à rainha assume uma comicidade maior.


Bem pensado. :mrgreen:

Essa sequência toda dos "bonecos" deve esconder uma catrefada de referências que escapam à percepção normal. Analisar as coisas à lupa tem as suas vantagens.

Há ainda o Papa e a bailarina.

O último boneco que ele mostra é uma sereia, o ser com aspecto de mulher que encanta os homens através da sua beleza (e do seu canto) e os atrai para a morte... ;)
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby Samwise » 03 Mar 2010 16:49

Ahhh... e esqueci-me de outro pormenor bem engraçado e relevante, no final da apresentação das miniaturas, o Henry Frankenstein diz para o Pretorius: «But that's not Science! That's Witchcraft!"

Vejam isto no contexto "Gods and Monsters" e tendo em conta a dicotomia Frankenstein/Deus, Pretorius/Diabo.

-------------
Assunto à parte: Gods and Monsters

Já estou em cima do assunto... :mrgreen:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby annawen » 03 Mar 2010 16:55

Samwise wrote:Ahhh... e esqueci-me de outro pormenor bem engraçado e relevante, no final da apresentação das miniaturas, o Henry Frankenstein diz para o Pretorius: «But that's not Science! That's Witchcraft!"


Humm... já tinha referido isto num post anterior.

Assunto à parte: Gods and Monsters


Já viste o filme, Sam? Ainda no outro dia andei à procura dele na net, mas não consegui nada.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby Samwise » 03 Mar 2010 17:02

annawen wrote:
Assunto à parte: Gods and Monsters

Já viste o filme, Sam? Ainda no outro dia andei à procura dele na net, mas não consegui nada.


Vi 5 minutos...
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Bride of Frankenstein

Postby Thanatos » 03 Mar 2010 17:08

Epá eu vi o filme há canos. Já pouco me lembro além da interpretação (curiosamente, ou não, por um gay assumido) da personagem do Whale e de algumas peripécias. Em certa medida o filme, penso, toma algumas liberdades com a veracidade da vida dele. Mas, claro, é um complemento indispensável.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!


Return to “3 - Monstros”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron