Azincourt - Bernard Cornwell

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Azincourt - Bernard Cornwell

Postby Thanatos » 09 Oct 2008 19:43

Image

Hardcover: 464 pages
Publisher: HarperCollins Publishers Ltd (1 Oct 2008)
Language English
ISBN-10: 0007271212
ISBN-13: 978-0007271214


Bernard Cornwell has been thinking about this subject for years. He has long wanted to write a book about a single battle, the events that lead up to it, the actual days in the battle and the aftermath from multiple viewpoints.

Agincourt, fought on October 25th 1415, on St Crispin's Day, is one of the best known battles, in part through the brilliant depiction of it in Shakespeare's Henry V, in part because it was a brilliant and unexpected English victory and in part because it was the first battle won by the use of the longbow. This was a weapon developed in this form only by the English - parishes were forced to train boys from as young as eight daily - and enabled them to dominate the European battlefields for the rest of the century.

Lively historical characters abound on all sides but in Bernard Cornwell's hands the fictional characters, horsemen, archers, nobles, peasants are authentic and vivid, and the hour by hour view of the battle is dramatic and gripping.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

Re: Azincourt

Postby azert » 09 Oct 2008 19:54

Thanatos wrote:
Agincourt, fought on October 25th 1415, on St Crispin's Day, is one of the best known battles, in part through the brilliant depiction of it in Shakespeare's Henry V, in part because it was a brilliant and unexpected English victory and in part because it was the first battle won by the use of the longbow. This was a weapon developed in this form only by the English - parishes were forced to train boys from as young as eight daily - and enabled them to dominate the European battlefields for the rest of the century.



Agincourt faz-me lembrar o Agecanonix dos livros do Asterix. :rolleyes:
Image Image

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Azincourt

Postby pco69 » 09 Oct 2008 20:15

Esta batalha e a utilização do arco longo (longbow), já são bem descritos na série 'A demanda da reliquia', mas aí, esta batalha é apenas um episódio.

Sendo realmente uma batalha muito importante na guerra dos cem anos e de onde derivou a supremacia do combate apeado perante a cavalaria nobre, e conhecendo o estilo de escrita do Bernard Cornwel, creio que está aqui um fantastico livro.

Já agora, a nossa batalha de Aljubarrota também foi vencida com o recurso à batalha apeada contra a cavalaria castelhana e o condestável Nuno Alvares Pereira utilizou igualmente uma companhia mercenária de arqueiros ingleses com o arco longo. Ou seja, ele estudou bem as várias batalhas da querra dos cem anos para aplicar esses conhecimentos na independencia portuguesa.
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Azincourt

Postby annawen » 09 Oct 2008 23:55

Melhor mesmo é ler "Henrique V".

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Agincourt - Bernard Cornwell

Postby Cerridwen » 26 Dec 2009 22:33

Agincourt
Bernard Cornwell


Editora: Planeta Editora
Título original: Azincourt (Reino Unido), Agincourt (Estados Unidos)
Género: Romance histórico
ISBN: 9789727312665
Tradutor: Maria do Carmo Romão

Sinopse: «Reza a lenda que foi na batalha de Agincourt, em 1415, que surgiu o símbolo do V da Vitória, feito com os dedos indicador e médio. Durante o combate, os franceses ameaçaram cortar os dois dedos dos arqueiros ingleses para que os rivais não pudessem voltar a usar os arcos. Após derrotarem o exército francês, três vezes maior, os ingleses deram a resposta, erguendo os seus dedos intactos.»

Webpage de Bernard Cornwell: http://www.bernardcornwell.net/

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Agincourt

Postby Samwise » 26 Dec 2009 23:58

Já viram o Henry V do Branagh? Soberbo.

Há uma versão mais antiga, de Lawrence Olivier. Essa não vi, mas consta que também é muito boa.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Agincourt

Postby annawen » 27 Dec 2009 01:51

Samwise wrote:Já viram o Henry V do Branagh? Soberbo.


Já leram o "Henrique V" de Shakespeare? Ainda mais soberbo ainda. :tongue:


Há uma versão mais antiga, de Lawrence Olivier. Essa não vi, mas consta que também é muito boa.


É boa.

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Azincourt

Postby pco69 » 27 Mar 2012 09:38

pco69 wrote:Esta batalha e a utilização do arco longo (longbow), já são bem descritos na série 'A demanda da reliquia', mas aí, esta batalha é apenas um episódio.
(...)



Nota) O que está escrito acima, está... errado! :rolleyes:
A "Demanda da reliquia" decorre bem antes de Agincourt. Inclusive, em "Agincourt", aparece uma referencia a "Thomas de Hookton", personagem principal dessa trilogia. As batalhas que surgem na trilogia referida, são Crecy e Poitiers e outras menores.

Cronologia de algumas batalhas da guerra dos 100 anos (via Wikipedia)
A Batalha de Sluys (1340);
A Batalha de Crécy (1346);
A Batalha de Calais (1347);
A batalha de Poitiers (1356);
A Batalha de Cocherel (1364);
A Batalha de Azincourt (1415);
etc...

Por inerência, a sinopse original postada pelo Thanatos, também está errada:
(...) it was the first battle won by the use of the longbow.


It was not! B)

Entrando agora no livro propriamente dito. É um livro de Bernard Cornwell! E com isso, quase está tudo dito. Está lá a caracterização das personagens, sendo-lhe dado um relativamente bom background que mostra a sua evolução, está lá a formação e desenvolvimento de um exército medieval. Está lá a excelente caracterização das batalhas, com os seus mortos, feridos, olhos arrancados, tripas de fora e o mais que a guerra traz. Mas falta lá algo que faça deste livro uma obra à altura das Warlord Cronicles (Trilogia do Rei Artur), ou mesmo da trilogia da Demanda da Reliquia.

Talvês o autor precise de mais páginas (leia-se, trilogias e outras logias) para explanar melhor uma história. Ou então sou eu, que deste autor espero sempre algo de extraordinário e que neste livro não o encontrei. :bye:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Azincourt

Postby Bugman » 27 Jul 2012 13:19

pco69 wrote:
pco69 wrote:Esta batalha e a utilização do arco longo (longbow), já são bem descritos na série 'A demanda da reliquia', mas aí, esta batalha é apenas um episódio.
(...)



Nota) O que está escrito acima, está... errado! :rolleyes:
A "Demanda da reliquia" decorre bem antes de Agincourt. Inclusive, em "Agincourt", aparece uma referencia a "Thomas de Hookton", personagem principal dessa trilogia.


Suportando o que o pco disse:
Image
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela


Return to “Autores A - E”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 3 guests

cron