Page 1 of 1

Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 26 Mar 2011 13:52
by Cerridwen
A Edições Tinta da China lançou a Colecção de Livros Licenciosos, uma colecção de livros de bolso que tem como mote um verso do Canto IX de «Os Lusíadas»: «Melhor é experimentá-lo que julgá-lo.»

O Pauzinho do Matrimónio - Almanaque Perpétuo, ilustrado
Rafael Bordalo Pinheiro


Image

Tema: Livros Licenciosos
Coordenação: António Ventura
N.º de páginas: 192
ISBN: 9789896710767

Sinopse: «AOS CATURRAS

Vão gritar muito contra o PAUZINHO. Dirão que é imoral, que não tem graça e há-de até parecer-lhes perigoso. E contudo serão eles próprios, os pudicos, os castos, que hão-de comprar o livro e lê-lo de uma assentada. (...) Por descargo de consciência, diremos, todavia, que o fim do PAUZINHO não é perverter, mas divertir. Composto para ser lido por homens, não vimos inconveniente em chamar as coisas pelo seu próprio nome, porque, afinal, digam o que quiserem, a porra há-de ser sempre porra, muito embora lhe inventem nomes mais ou menos sonoros.
E se ele for parar às mãos de alguma menina que, por excesso de ingenuidade, se apegue a ele como as velhas ao seu Santo António? Não será culpa nossa. Nós escondemo-lo bem, elas que façam outro tanto: guardem-no onde puderem e… regalem-se com ele!
»

Leitura de um excerto do livro: http://www.tintadachina.pt/pdfs/d3d79aea7212951d5b99985ebdc84730-inside.pdf

Rafael Bordalo Pinheiro nasceu em Lisboa, em 1846. Estudou na Academia de Belas Artes e no Curso Superior de Letras. Foi actor dramático, caricaturista e fez cenários, tendo criado a figura do "Zé Povinho". Fundou e dirigiu O Calcanhar de Aquiles, O Binóculo, A Berlinda e A Lanterna Mágica. Esteve no Brasil entre 1875 e 1879, onde colaborou em O Mosquito, fundou Pst! e O Besouro. Depois de voltar a Lisboa, dirigiu O António Maria e que veio a chamar-se Pontos nos ii. Publicou o Álbum das Glórias, uma espécie de galeria de figuras portuguesas ou relacionadas com Portugal com textos. Também elaborou capas, ilustrou livros, folhas volantes, álbuns e brindes, foi ceramista e fundador de uma fábrica de cerâmica nas Caldas da Rainha. Participou em diversos almanaques com textos e ilustrações, entre os quais o Almanaque das Gargalhadas, lunático, profético, cómico, poético, satírico e burlesco (1870), o Almanaque das Artes e Letras, O Pauzinho do Matrimónio - almanaque perpétuo (1879), o Almanaque de Caricaturas para 1874, o Almanaque dos Teatros e o Almanaque Bijou.

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 26 Mar 2011 14:07
by Cerridwen
Entre Lençóis - Episódios Inocentes para Educação e Recreio de Pessoas Casadoiras Cândido de Figueiredo

Image

Editora: Edições Tinta da China
Tema: Livros Licenciosos
Coordenação: António Ventura
N.º de páginas: 128
ISBN: 9789896710774

Sinopse: «Entre Lençóis – Episódios Inocentes para Educação e Recreio de Pessoas Casadoiras foi escrito, na clandestinidade de um pseudónimo, por Cândido Figueiredo, ilustre lexicógrafo, presidente da Academia de Ciências de Lisboa e fundador da Sociedade de Geografia de Lisboa. Uma divertida e muitíssimo picante novela, definitivamente proibida a menores de 18 anos.
Segue-se-lhe «Proezas de Frade ou Mistérios do Confessionário», um texto em verso também publicado no final do século XIX, de autor anónimo. A temática, muito comum na época, envolve um clérigo e as suas escaldantes aventuras. A linguagem, para dizer o mínimo, libertina, apanhará desprevenidos os leitores, a quem apenas o riso poderá salvar da apoplexia.»

Leitura de um excerto do livro: http://www.tintadachina.pt/pdfs/5b1b6635944106aab561ff1e46699ed9-inside.pdf

Cândido de Figueiredo nasceu em Lobão (Tondela) em 1846. Fez os estudos preparatórios eclesiásticos e concluiu o curso de Teologia no seminário episcopal de Viseu. Mais tarde matriculou-se na Universidade de Coimbra, onde se formou em Direito. Em 1876, foi viver para Lisboa e começou a exercer a profissão de advogado. Em 1881, foi nomeado secretário-geral da Bula da Cruzada e, um ano depois, professor provisório do Liceu Lisboa. Depois foi funcionário do Ministério da Justiça, onde chegou a subdirector-geral, foi governador civil de Vila Real e secretário particular do ministro das Obras Públicas Bernardino Machado. Também foi jornalista, tendo colaborado com vários periódicos como Panorama, «Aljubarrota», Lusitana, Bem Público e Ocidente e, fundado e dirigido A Capital. Foi um dos elementos da comissão encarregada de fixar as bases da ortografia (1911) e elaborou o Novo Dicionário. Tendo sido sócio correspondente da Academia das Ciências de Lisboa em 1874 e seu presidente. Foi ainda sócio do Instituto de Coimbra, da Sociedade Asiática de Paris, do Grémio Literário do Pará e da Real Academia Espanhola. E um dos fundadores da Sociedade de Geografia de Lisboa. Publicou livros como Quadros Cambiantes, Entre Lençóis - Episódios Inocentes para Educação e Recreio de Pessoas Casadoiras (escrito sob o pseudónimo Guilhermino), A Ortographia No Brasil e o Pequeno Dicionário de Língua Portuguesa.

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 26 Mar 2011 14:14
by Cerridwen
O Vício em Lisboa - Antigo e Moderno
Fernando Schwalbach


Image

Editora: Edições Tinta da China
Tema: Livros Licenciosos
Coordenação: António Ventura
N.º de páginas: 144
ISBN: 9789896710781

Sinopse: «Ao começar este pequeno livro, tive apenas em mira esboçar, o mais ao de leve possível, o que era o vício em Lisboa; e, com alguns exemplos por mim vistos no decorrer de doze anos de vida boémia, mostrar não só os podres desse mesmo vício, como os resultados funestos a que muitas vezes leva quem nele se internar.

Aos novos de ambos os sexos que me lerem, poderão alguns dos capítulos que aí ficam servir de guarda a quedas que mais tarde deplorariam, mas já sem remédio; aos velhos, servir-lhes-ão para recordar... tempos que já não voltam! [...]

[O vício] afinal é todo igual, começa como acaba, quer seja no clássico bordel ou na alcova forrada a peludos tapetes, onde as pulgas, aos milhares, se aninham viciosas, a exemplo das suas donas ... ou alugadoras.
»

Leitura de um excerto do livro: http://www.tintadachina.pt/pdfs/0bd7e2650ef7d69cb9a638f822dc0880-inside.pdf

Fernando Schwalbach publicou diversas obras, entre as quais Amor de Mãe, Na Morgue, O Padre Nosso, A Abandonada, O Beijo, Doida, Os Burros, No Hospital, Da Miséria à Loucura, Lisboa a Nu. Vidas, Tipos e Costumes (1912) e O Vício em Lisboa. Antigo e Moderno (1912). Colaborou no Almanaque Teatral, publicado em Lisboa entre 1913 e 1919.

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 28 Mar 2011 16:36
by Cerridwen
"António Ventura é um coleccionador e tem uma biblioteca extraordinária", explica a editora Bárbara Bulhosa. A Tinta-da-China editou, com base precisamente na colecção de Ventura, os postais da República. E foi durante esse trabalho que o historiador falou a Bárbara Bulhosa da sua colecção de "livros licenciosos" de finais do século XIX e princípios do século XX, muitos deles publicados clandestinamente e com os autores, em muitos casos "grandes vultos da cultura portuguesa", a esconderem-se por detrás de pseudónimos.

Rafael Bordalo Pinheiro, por exemplo, é o autor dos deliciosos desenhos que ilustram "O Pauzinho do Matrimónio - Almanaque Perpétuo", obra de diversos autores que não quiseram ser identificados, mas que esclarecem que "o fim do pauzinho não é perverter, mas divertir" e que, sendo "composta para ser lida por homens", chama "as coisas pelo próprio nome, porque, afinal, digam o que quiserem, a porra há-de ser sempre porra, muito embora lhe inventem nomes mais ou menos sonoros.
"

Do artigo "Clisteres, pauzinhos e outros vícios na Tinta-da-China", de Alexandra Prado Coelho, publicado no sítio do Ípsilon em 2 de Março de 2011.

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 28 Mar 2011 17:06
by pco69
Não faço ideia do porquê, mas esta colecção chamou-me a atenção :mrgreen:

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 28 Mar 2011 18:59
by Samwise
pco69 wrote:Não faço ideia do porquê, mas esta colecção chamou-me a atenção :mrgreen:


Devem ter sido os tons agradáveis na coloração das capas... :P

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 28 Mar 2011 19:18
by urukai
Samwise wrote:
pco69 wrote:Não faço ideia do porquê, mas esta colecção chamou-me a atenção :mrgreen:


Devem ter sido os tons agradáveis na coloração das capas... :P


Que diga-se de passagem são espectaculares. À conta das capas deles já me senti tentado. comprar os livros.

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 28 Mar 2011 21:13
by Bugman
Por acaso já li dois comentários a esta colecção que me deixaram bastante espectante (e feliz de morar longe de Lisboa). Salvo erro foi no Bibliotecário de Babel, mas não posso jurar...

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 29 Mar 2011 12:15
by Arsénio Mata
Já estive com o do Bordalo Pinheiro na mão (uau, isto soou mesmo mal...) e são livrinhos muito porreiros.

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 10 Nov 2011 15:28
by Cerridwen
A Torre de Babel ou a Porra do Soriano
Guerra Junqueiro


Image

Editora: Edições Tinta da China
Tema: Livros Licenciosos
Coordenação: António Ventura
N.º de páginas: 216
ISBN: 9789896710965

Sinopse: «Pedro Soriano, um dos mais famosos patifes dos muitos que povoavam Lisboa no final do século XIX, ficou na história pelo seu atributo singular - um descomunal membro viril -, cantado por Guerra Junqueiro. Inicialmente, o poeta mostrou-se incrédulo, mas, tirando as dúvidas pela observação directa, pasmou e terá exclamado que semelhante instrumento merecia ser cantado num poema. Nasceu assim «A Torre de Babel ou a Porra do Soriano, que alcançou de imediato um sucesso estrondoso.

Note-se que Junqueiro nunca permitiu que o poema, fruto de um repentismo ditado por abundantes libações, fosse publicado, mas os amigos que o ouviram fixaram-no e depois surgiram várias edições clandestinas, passando a ser a obra mais rara e cobiçada de Guerra Junqueiro.

Ao poema segue-se o texto «O Casamento Simulado», de autoria anónima.»

Leitura de um excerto do livro: http://www.tintadachina.pt/pdfs/3e8d32ea4e2e7296359ed85c622e3012-inside.pdf?tcsid=c39dad1dfc0a43c7d1c378c0d86cf61c

Guerra Junqueiro nasceu em Freixo de Espada à Cinta, em 1850. Formou-se em Direito pela Universidade de Coimbra, onde conviveu com o poeta João Penha, em cuja revista literária - A Folha - ocorreu a sua estreia literária. Excerceu alguns cargos administrativos e publicou diversas obras, nomeadamente Finis Patriae (1890), Pátria (1896), Os Simples (1892), Oração ao Pão (1903) e Oração à Luz (1904). Blogue dedicado a Guerra Junqueiro: http://guerrajunqueiro.wordpress.com/

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 15 Nov 2011 15:41
by Cerridwen
Aventuras Galantes
Rabelais


Image

Editora: Edições Tinta da China
Tema: Livros Licenciosos
Coordenação: António Ventura
N.º de páginas: 176
ISBN: 9789896711078

Da sinopse: «Uma selecção dos lúbricos e divertidos contos de «Rabelais», o mais célebre autor de literatura clandestina do século XIX.»

Excerto do livro: «Tocaram-na muito ao de leve, subtis como as brisas da tarde roçando as pétalas dos lírios e das açucenas. A mucosa, altamente sensibilizada com aquela suavíssima fricção, avermelhava pela irritação dos vasos sanguíneos, e ela cerrava os olhos, suspirava
debilmente e deixava‑se desfalecer ao contacto abrasador daqueles beijos quase vaporosos que a entonteciam e a excitavam como pequeninas descargas eléctricas.
- Estás incomodada? - segredou‑lhe ele, sentindo nas mãos a forte resistência do espartilho.
Ela sorriu‑lhe, levantou‑se, e saiu do quarto lançando‑lhe um terno olhar...
»

Rabelais é um pseudónimo de Joaquim Alfredo Gallis, nascido em Lisboa, em 1859. Foi administrador do concelho do Barreiro, secretário do governo civil de Lisboa, escritor, jornalista e exerceu o cargo de escrivão da Corporação dos Pilotos da Barra de Lisboa. Colaborou com jornais como o «Instituições», «Jornal do Comércio», «Liberal», «Ecos da Avenida» e «Diário Popular». Publicou vários livros, incluindo dois volumes de complemento à «História de Portugal» de Pinheiro Chagas, com o título «Um Reinado Trágico».

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 06 Jan 2012 16:29
by Bugman
Acabei com o Bordalo hoje.

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 12 Jan 2012 13:28
by Bugman


A colecçao pelo colector.

Re: Colecção de Livros Licenciosos

Posted: 12 Jan 2012 13:53
by Samwise
Então e o resto? :pipoca:

--- BOLA VERMELHA NO CANTO DO ECRÃ DAQUI PARA A FRENTE ---- fica o aviso para os pudores mais sensíveis.