Page 3 of 12

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 21 Feb 2011 12:11
by Anibunny
Eu gostei dos textos - menos do da Diana que achei muito "inocente" e ainda só me falta o da Coelho :)

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 21 Feb 2011 21:46
by Thanatos
Ainda não li toda a Nanozine mas não quis deixar de vir aqui dizer que achei o máximo o conto da Adoa Coelho. É um must! Só por si vale o preço do zine. A sério, é assim tão bom.

Claro que aqui e ali precisava dumas limadelas e duma camadita de verniz mas de resto é o melhor texto da zine toda.

O que faz com que as gralhas e a falta de texto no final da página 8 sejam imperdoáveis! Crime! Horror! Espero que na próxima edição e com os lucros desta tenham alguém para vos fazer uma revisão mais aturada. :P

E claro que publiquem a parte 2... :whistle:

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 21 Feb 2011 21:59
by Anibunny
O meu favorito foi do Joel :whistle: Ri-me tanto no fim x)

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 21 Feb 2011 22:07
by Thanatos
Anibunny wrote:O meu favorito foi do Joel :whistle: Ri-me tanto no fim x)



O do Joel soube a pouco e lembrou-me um texto do Aquilino. Posso estar a ser injusto porque não sei quais as limitações do nanozine mas achei curto e o Joel parece-me um escritor que precisa de mais espaço para flectir o músculo da prosa.

Já fui ao blogue da Paula Coelho ler o resto das desventuras do cálice da vingaça (sic). :twisted:

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 22 Feb 2011 19:48
by Thanatos
Terminada a leitura da Nanozine n.º 1 a impressão com que fiquei pode melhor ser sumariada pelas próprias editoras quando escrevem na página um "(...) é uma produção amadora feita por duas raparigas sem qualquer experiência em artes gráficas (...)"

Dos textos de ficção fiquei fã da Adoa Coelho (Paula Coelho), os outros são algo dispensáveis e pouco memoráveis.

Mais uma vez fiquei impressionado com a facilidade com que um escritor divulga que as suas inspirações vêm do cinema, séries televisivas, música, anime e videojogos. (Fábio Ventura, pág. 11) Serei só eu a estranhar que um escritor não tenha como referência nem inspiração, livros? E que pensar quando mais à frente na entrevista Ventura divulga como conselhos para um jovem autor "é (...) ler muito (sem deixar que outros livros nos influenciem demasiado)."? Enfim, chamem-me cota mas, sei lá, dantes um escritor acima de tudo era alguém que sentia do pulso da literatura. E se as inspirações vêm de áreas gráficas e audiovisuais provavelmente mais vale enveredar logo para essas áreas. Se bem que escrever saia mais barato...

Por fim, o ensaio. Que dizer? Achei-o deslocado no resto do zine embora interessante. Visitei o site que já conta com uns anitos na blogosfera e fiquei interessado. Não é todos os dias que se encontram referências a mitos em língua portuguesa.

A secção de fotografia é uma ideia engraçada mas a execução e a escolha para este zine foi algo que merecia melhor destaque. Tal como está parece mais um filler que outra coisa.

A Nanozine é uma revista/projeto jovem, ainda a dar os primeiros passos, e como tal tem ainda muito espaço para melhorar e para marcar um lugar no panorama nacional. Para já fica-se mais pela promessa do que pela execução. Nota 3 pelo esforço (em cinco), nota 2 pelo resultado final.

Só uma nota final: desde o princípio pensei que ia ser uma webzine, no editorial não se explica o porquê da edição em papel. Talvez um esclarecimento futuro ajudasse a perceber o posicionamento do zine.

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 22 Feb 2011 20:01
by Leo Turilli
Thanatos wrote:Espero que na próxima edição e com os lucros desta tenham alguém para vos fazer uma revisão mais aturada. :P

:


Lucros? devias corrigir para prejuízo! e devias começar a ouvir o que te digo quando falo que esses foram os primeiros exemplares que vieram para verificar se está tudo certo, portanto ficaste apenas com um draft

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 22 Feb 2011 20:04
by Thanatos
Leo Turilli wrote:
Thanatos wrote:Espero que na próxima edição e com os lucros desta tenham alguém para vos fazer uma revisão mais aturada. :P

:


Lucros? devias corrigir para prejuízo! e devias começar a ouvir o que te digo quando falo que esses foram os primeiros exemplares que vieram para verificar se está tudo certo, portanto ficaste apenas com um draft



E tu não sabes que os homens nunca ouvem as mulheres e não perguntam direcções (e vocês não sabem ler mapas)?

Eu estava a brincar, pá. Não me batas! :X Se há quem saiba que o que são prejuízos (de tempo e financeiros) com brincadeiras destas eu sou um deles. Vá... amigos? :unsure:

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 22 Feb 2011 20:07
by Leo Turilli
Thanatos wrote:

E tu não sabes que os homens nunca ouvem as mulheres e não perguntam direcções (e vocês não sabem ler mapas)?

Eu estava a brincar, pá. Não me batas! :X Se há quem saiba que o que são prejuízos (de tempo e financeiros) com brincadeiras destas eu sou um deles. Vá... amigos? :unsure:


Forever enemies :twisted:

;)

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 22 Feb 2011 20:14
by Anibunny
e vocês não sabem ler mapas


É verdade - o meu sentido de orientação é tão mau - que até nos jogos com dois mapas perco-me x)
Spoiler! :
Thanatos se não gostastes da primeira versão, cheira-me que esta segunda vais vomitar :( porque de facto pelo que já ouvi por aí não vai ser nada o teu género, tirando uma coluna que obviamente vais amar, venerar e chorar de tanta emoção

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 22 Feb 2011 23:21
by NebachadnezzaR
Thanatos wrote:Mais uma vez fiquei impressionado com a facilidade com que um escritor divulga que as suas inspirações vêm do cinema, séries televisivas, música, anime e videojogos. (Fábio Ventura, pág. 11) Serei só eu a estranhar que um escritor não tenha como referência nem inspiração, livros? E que pensar quando mais à frente na entrevista Ventura divulga como conselhos para um jovem autor "é (...) ler muito (sem deixar que outros livros nos influenciem demasiado)."? Enfim, chamem-me cota mas, sei lá, dantes um escritor acima de tudo era alguém que sentia do pulso da literatura. E se as inspirações vêm de áreas gráficas e audiovisuais provavelmente mais vale enveredar logo para essas áreas. Se bem que escrever saia mais barato...


Falando do alto da minha ignorância, não sou um leitor tão assíduo ou dedicado como quase toda a gente aqui, mas pessoalmente acho que um dos grandes males da literatura, mais nuns géneros que noutros (como o meu adorado fantástico), é alimentar-se demasiado a si própria. Se um escritor só vai buscar inspiração a outros livros não estou a ver como pode criar algo tão original que se distinga terrivelmente do que já foi feito, e conheço exemplos de outras áreas em que é preciso um outsider para fazer algo novo e diferente, precisamente porque as suas influências são outras, enquanto o pessoal de dentro já está demasiado "corrompido" pelos vícios do meio.

E por muito que se goste de um meio não quer dizer que se queira enveredar por aí, conheço montes de amantes de cinema, por exemplo, que nunca sonhariam fazer um filme. Nem é que alguns nem tenham jeito, simplesmente não é algo que lhes dê gozo, o acto de criar é substancialmente diferente do de apreciar. E numa nota à parte, eu pessoalmente aprecio a dita "facilidade" com que o mencionam, acho que era muito pior e revelador do estado do meio se esses mesmos escritores se sentissem impelidos a esconder os seus gostos com medo de represálias.

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 22 Feb 2011 23:46
by Anibunny
O Fábio lê alguma coisa e ele no blog até postou as suas influências na literatura: Murakami, penso que o Scott Westerfeld também, a Meyer se bem me lembro, mas sobretudo Murakami :) penso que simplesmente ele deve estar FARTO das mesmas perguntas :(

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 23 Feb 2011 12:52
by Bugman
Thanatos wrote:Mais uma vez fiquei impressionado com a facilidade com que um escritor divulga que as suas inspirações vêm do cinema, séries televisivas, música, anime e videojogos. (Fábio Ventura, pág. 11) Serei só eu a estranhar que um escritor não tenha como referência nem inspiração, livros? E que pensar quando mais à frente na entrevista Ventura divulga como conselhos para um jovem autor "é (...) ler muito (sem deixar que outros livros nos influenciem demasiado)."? Enfim, chamem-me cota mas, sei lá, dantes um escritor acima de tudo era alguém que sentia do pulso da literatura. E se as inspirações vêm de áreas gráficas e audiovisuais provavelmente mais vale enveredar logo para essas áreas. Se bem que escrever saia mais barato...


Nao me parece que seja pertinente, nem incoerente que ele diga que vai buscar as suas inspiraçoes a outras artes e recomendar que se leia. Nem me parece que se possa extrapolar que, pelo facto de dizer que nao se inspira em livros, nao lê.

É certo que noutro tempo escrever era também sentir o pulso à literatura, mas nesses tempos escrever também era algo apenas ao alcance de uma elite e ainda hoje subsistem polémicas sobre a originalidade de alguns autores, quando comparados com algumas das suas (assumidas) musas...

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 23 Feb 2011 15:05
by Thanatos
Mas eu nao extrapolei que o moço nao le. Acredito que leia. Apenas estranho que mencione tanto referencial e não se digne falar em livros.
Nem sequer disse que é incoerente. Apenas acho curioso que advirta os potenciais leitores para não se influenciarem em demasua pelos livros. Então e pelos videojogos? Já não há esse "perigo"?

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 23 Feb 2011 15:11
by Arsénio Mata
Bugman wrote:
Thanatos wrote:Mais uma vez fiquei impressionado com a facilidade com que um escritor divulga que as suas inspirações vêm do cinema, séries televisivas, música, anime e videojogos. (Fábio Ventura, pág. 11) Serei só eu a estranhar que um escritor não tenha como referência nem inspiração, livros? E que pensar quando mais à frente na entrevista Ventura divulga como conselhos para um jovem autor "é (...) ler muito (sem deixar que outros livros nos influenciem demasiado)."? Enfim, chamem-me cota mas, sei lá, dantes um escritor acima de tudo era alguém que sentia do pulso da literatura. E se as inspirações vêm de áreas gráficas e audiovisuais provavelmente mais vale enveredar logo para essas áreas. Se bem que escrever saia mais barato...


Nao me parece que seja pertinente, nem incoerente que ele diga que vai buscar as suas inspiraçoes a outras artes e recomendar que se leia. Nem me parece que se possa extrapolar que, pelo facto de dizer que nao se inspira em livros, nao lê.

É certo que noutro tempo escrever era também sentir o pulso à literatura, mas nesses tempos escrever também era algo apenas ao alcance de uma elite e ainda hoje subsistem polémicas sobre a originalidade de alguns autores, quando comparados com algumas das suas (assumidas) musas...


Por uma vez estamos de acordo, Bugman. :devil:

De facto, também acho que é um pouco indiferente onde se vai buscar a inspiração para escrever. Seja numa grande obra, seja num videojogo, ou seja até num tubo de escape de um automóvel, o mais importante será a qualidade e/ou originalidade.

Muitos textos que escrevo são inspirados por títulos de músicas e lembro-me até de uma ideia que tive por ouvir uma frase nos Simpsons que me ficou na cabeça.

Thanatos, se não me engano, ainda há pouco tempo te ouvi dizer que muita melhor sci-fi actual está nos videojogos. ;)

Re: Nanozine - uma mini webzine

Posted: 23 Feb 2011 15:21
by Thanatos
E? Disse isso porque o nível de escrita anda abismal. Mal por mal jogo logo o jogo em vez de ler o livro do jogo. ;)

Agora, quanto a originalidade, criatividade e Orbias... epá melhor deixar isso para outro post. ;)