Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugueses

Obras Portuguesas em Domínio Público
User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugueses

Postby vampiregrave » 06 Dec 2013 11:28

No seguimento da votação efectuada no tópico «Tempestade Cerebral», uma das ideias vencedoras foi a criação de um nova rubrica de entrevistas no blog do projecto. Serve este tópico para discussão relacionada com as entrevistas. Abaixo podem ser consultadas as questões fixas, uma listagem de autores/críticos/editores/livreiros contactados (ou por contactar), e o calendário de publicação no website oficial do projecto.

Questões - Núcleo

* Porquê ler os clássicos da literatura portuguesa?
* A definição de clássico está longe de ser consensual. Afinal, o que torna uma obra literária um clássico?
* Eça e Pessoa continuam a ser bastante lidos, mas nem todos tiveram tal sorte. Que autor português considera que foi imerecidamente votado ao esquecimento?
* «Prognósticos só no final do jogo», mas que obra contemporânea lhe parece capaz de vencer o teste do tempo e vir a integrar o cânone literário português?

Calendário de Publicações
10 de Fevereiro - Eduardo Pitta
24 de Fevereiro - Maria do Rosário Pedreira
10 de Março - Mário de Carvalho
24 de Março - José Rentes de Carvalho

Lista de autores
Contactados
Ana Cristina Silva
Afonso Cruz
Alice Vieira
Eduardo Pitta
Filipa Melo
José Luís Peixoto
João Barreiros
João Tordo
José Eduardo Agualusa
Valter Hugo Mãe
David Machado
Lídia Jorge
Mário de Carvalho
Isabel Coutinho
Safaa Dib

Por contactar
Carla M. Soares
Maria João Lopo de Carvalho
Pedro Vieira
Teolinda Gersão

Jornalistas/Críticos/Livreiros
José Mário Silva
Sara Figueiredo Costa
Carlos Vaz Marques
Paula Moura Pinheiro
Maria Filomena Mónica
José Pinho
Maria João Freitas

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby Samwise » 06 Dec 2013 19:37

Para esse conjunto de questões "fixas + variáveis" tive por base a iniciativa do Expresso para o projecto "Eça Agora" (aqui) e as entrevistas de Pedro Mexia aos autores participantes. Penso que guardei a revista onde estavam essas entrevistas, mas tenho de ir procurar... :blush:

Não sei se não será "areia de mais para a nossa camioneta", mas estes mesmos autores (e mais o Pedro Mexia) seriam uma boa aposta para as nossos propósitos, se bem que por outro lado gostaria de ver privilegiados autores menos conhecidos/mediáticos... fica a sugestão para debate.

Quanto às questões, vou pensar. Aquela que dá o título ao tópico parece-me boa, mas não sei quantos milhares de vezes não terá sido já perguntada e respondida...
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby vampiregrave » 06 Dec 2013 20:37

Samwise wrote:Não sei se não será "areia de mais para a nossa camioneta", mas estes mesmos autores (e mais o Pedro Mexia) seriam uma boa aposta para as nossos propósitos, se bem que por outro lado gostaria de ver privilegiados autores menos conhecidos/mediáticos... fica a sugestão para debate.


Como em muitas coisas, talvez o ideal seja algo intermédio. Procurar entrevistar autores de renome, mas não menosprezar aqueles que andam afastados das luzes da ribalta.
Podemos desde já começar a criar a lista, mas acho que é melhor incluir apenas autores para os quais consigamos identificar uma forma directa de contacto (seja facebook, twitter, email, etc.), porque se introduzirmos intermediários neste processo, acho que reduzirá bastante a chance de sucesso.

Samwise wrote:Quanto às questões, vou pensar. Aquela que dá o título ao tópico parece-me boa, mas não sei quantos milhares de vezes não terá sido já perguntada e respondida...

Que tal uma pequena alteração:
Porquê ler os clássicos da literatura portuguesa?
Questão que, naturalmente, pode variar caso o entrevistado seja natural de outro país que não Portugal

Edit: Já agora, outra questão pertinente: devemos incluir também jornalistas/críticos nesta iniciativa?

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4347
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby Bugman » 06 Dec 2013 23:18

vampiregrave wrote:Edit: Já agora, outra questão pertinente: devemos incluir também jornalistas/críticos nesta iniciativa?


Não vejo porque não. Nessa onda até adianto o Eduardo Pitta.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby vampiregrave » 09 Dec 2013 18:43

Bugman wrote:
vampiregrave wrote:Edit: Já agora, outra questão pertinente: devemos incluir também jornalistas/críticos nesta iniciativa?


Não vejo porque não. Nessa onda até adianto o Eduardo Pitta.


Já adicionei alguns escritores e jornalistas.

Dependendo o sucesso desta rubrica da boa vontade dos autores, já que não há uma contrapartida monetária, creio que as perguntas devem ser simples e directas.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby Samwise » 27 Dec 2013 23:13

Voltando a este assunto, transcrevo para aqui as perguntas das entrevistas feitas por Pedro Mexia aos autores participantes na continuação de "Os Maias", para o projecto "Eça Agora". Estas mini-entrevistas foram publicadas na revista "Actual", complemento do Expresso de 6 de Julho de 2013. Não que tenham particularmente a ver com os temas que eventualmente farão parte do Adamastor, até porque são particularizadas ao caso do Eça e de '"Os Maias", mas porque podem servir de alguma forma de modelo...

A base fixa do questionário, com as perguntas comuns, é a seguinte:

- A constante ironia de Eça é um dos seus grandes méritos ou uma das suas principais limitações, por comparação com o trágico e o patético de Camilo, por exemplo?

- Existe um "segredo" em "Os Maias": é um estratagema de época que envelheceu mal, ou continua um recurso actual?

-"Ainda o apanhamos", dizem os dois amigos na última página do romance; é essa esperança desesperançada que torna "Os Maias" tão português?

- Poucos romances portugueses são tão "cinematográficos" e tão dependentes, nomeadamente, do advérbio de modo; a escrita de "Os Maias" é "visual" ou "estilística"?

Depois, por autor, uma pergunta variável:

José Luís Peixoto:
- A literatura de Eça é, para o bem e para o mal, "traduzida do francês"?

José Eduardo Agualusa:
- Eça é muito reivindicado pela literatura brasileira, que quase fez dele um dos seus autores; existe também um Eça "africano", além da viagem ao Egipto?

Mário Zambujal:
- As diversas personagens típicas ou ridículas de "Os Maias" fazem desta tragédia uma tragicomédia?

José Rentes de Carvalho:
- "Os Maias" é uma história de uma família e a história de uma cidade, no caso Lisboa; mas quase toda a grande ficção portuguesa decorre fora de Lisboa. Porque será?

Gonçalo M. Tavares:
- O romance "épico", retrato de toda uma época, está tão condenado como a poesia épica?

Clara Ferreira Alves:
- A ideia recorrente de que o Portugal de hoje "é igualzinho" ao Portugal de Eça é justa ou exagerada?
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby vampiregrave » 28 Dec 2013 21:53

Portanto um núcleo de quatro questões fixas. Vamos então tentar estabelecer também um núcleo. A questão variável poderá ser debatida mais tarde, conforme os autores/jornalistas seleccionados para um primeiro contacto.

Ora aqui vão algumas sugestões:

Porquê ler os clássicos da literatura portuguesa?
A questão que dá o nome à rubrica, mas com uma restrição de modo a obter respostas mais específicas.

A definição de clássico está longe de ser consensual. Afinal, o que torna uma obra literária num clássico?

Eça e Pessoa continuam a ser bastante lidos, mas nem todos tiveram tal sorte. Que clássico português considera que merece mais atenção?

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4347
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby Bugman » 28 Dec 2013 23:57

"Prognósticos só no final do jogo, mas qual dos autores contemporâneos pode vir a ser um clássico?"
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby vampiregrave » 29 Dec 2013 00:45

Bugman wrote:"Prognósticos só no final do jogo, mas qual dos autores contemporâneos pode vir a ser um clássico?"


Gostei da ideia, para tirar um pouco o foco no passado.

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4347
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby Bugman » 29 Dec 2013 02:26

vampiregrave wrote:
Bugman wrote:"Prognósticos só no final do jogo, mas qual dos autores contemporâneos pode vir a ser um clássico?"


Gostei da ideia, para tirar um pouco o foco no passado.


Pareceu-me uma evolução natural, dado o "Afinal, o que torna uma obra literária num clássico?". Por outro lado também vem no seguimento dos comentário do Graça Moura sobre como se deve deixar passar algum tempo até se enfiar um autor nos manuais escolares.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby vampiregrave » 29 Dec 2013 12:01

Portanto. resumindo as ideias até agora:

Porquê ler clássicos portugueses
Definição de clássico
Autores/obras indevidamente menosprezados
Obras contemporâneas passíveis de se tornarem em clássicos

silvana
Panfleto
Posts: 21
Joined: 18 May 2013 19:44
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby silvana » 03 Jan 2014 22:09

Olá pessoal,
Tenho andado um pouco desaparecida... Desculpem, mas a fase não é das melhores.

Acho a ideia das entrevistas muito boa.

Acho que poderiam incluir uma pergunta em que os autores sugerissem um clássico para leitura. Ou seja, perguntar qual o livro clássico que eles mais gostam.

Não sei se esta pergunta que vou indicar poderá dar origem a alguma resposta repetitiva (em comparação com as questões que vocês já definiram), mas penso que seria interessante perguntar-lhes se os clássicos que leram contribuíram em alguma coisa para o trabalho deles enquanto escritores. No fundo, é perguntar-lhe em que é que os clássicos podem ser úteis para quem escreve.

São apenas algumas sugestões.

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby vampiregrave » 03 Jan 2014 22:53

silvana wrote:Olá pessoal,
Tenho andado um pouco desaparecida... Desculpem, mas a fase não é das melhores.


Não tem problema. Já sabes qual a filosofia aqui: colaborar como e quando puderes.

silvana wrote:Acho a ideia das entrevistas muito boa.

Acho que poderiam incluir uma pergunta em que os autores sugerissem um clássico para leitura. Ou seja, perguntar qual o livro clássico que eles mais gostam.


Vai um pouco ao encontro da questão acerca dos clássicos menosprezados. Optei por essa versão porque assim saímos um pouco do território mais conhecido.

silvana wrote:Não sei se esta pergunta que vou indicar poderá dar origem a alguma resposta repetitiva (em comparação com as questões que vocês já definiram), mas penso que seria interessante perguntar-lhes se os clássicos que leram contribuíram em alguma coisa para o trabalho deles enquanto escritores. No fundo, é perguntar-lhe em que é que os clássicos podem ser úteis para quem escreve.


A parte das influências parece-me pertinente, mas podemos reservar este tema para as questões específicas. Ou seja, teremos de avaliar conforme o entrevistado.

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby vampiregrave » 07 Jan 2014 12:16

Em conversa com a Ani, ocorreu-me que também seria interessante entrevistar os editores. Nesse caso, creio que seria necessário um núcleo de questões diferente. A Ani sugeriu algumas:

Como acham que se deve preservar a memoria dos clássicos na literatura de hoje em dia?
Se pudessem relançar um clássico português em formato digital qual seria?
Como justificam o tratamento dado aos clássicos por parte das editoras? (edições caras e outras quase inexistentes ou antigas e sem que o público geral tenha acesso)

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Porquê ler os clássicos? - Entrevistas a autores portugu

Postby vampiregrave » 19 Jan 2014 13:46

Recapitulando:

    Porquê ler os clássicos da literatura portuguesa?
    A definição de clássico está longe de ser consensual. Afinal, o que torna uma obra literária um clássico?
    Eça e Pessoa continuam a ser bastante lidos, mas nem todos tiveram tal sorte. Que clássico português considera que merece mais atenção?
    «Prognósticos só no final do jogo», mas qual dos autores contemporâneos julga que pode vir a ser um clássico?" (alterar para obra contemporânea talvez?)


Julgo que, para o início, seria suficiente seleccionar cinco escritores (dos mais conhecidos) e enviar a proposta para entrevista. Caso algum aceite, creio que tornará mais fácil o processo no futuro.
Proponho os seguintes:

Afonso Cruz
José Luís Peixoto
João Tordo
José Eduardo Agualusa
Valter Hugo Mãe


Se quiserem podem sugerir outros autores. Caso contrário, avançamos para as questões variáveis de modo a poder entrar em contacto com cada um deles.


Return to “Projecto Adamastor”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 3 guests

cron