Fábula na Literatura Portuguesa

Obras Portuguesas em Domínio Público
User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Fábula na Literatura Portuguesa

Postby vampiregrave » 25 Nov 2014 10:35

Apesar de já conhecer o projecto, uma recente entrevista relembrou-me a existência do Catálogo da Fábula na Literatura Portuguesa. No website do projecto podemos encontrar uma lista considerável de obras indexadas, assim como uma História Crítica da Fábula na Literatura Portuguesa, disponível por capítulos, em PDF.

Tendo em conta o recente lançamento da colecção Génesis, creio que seria interessante publicar algumas fábulas, pelo que o catálogo pode ser um auxílio precioso na selecção de obras para tratar. Por outro lado, creio que a História Crítica que disponibilizam merece um pouco mais de atenção, mas não sei até que ponto estariam dispostos a autorizar a publicação do texto fora do website do projecto.

Que vos parece?

Edit: Já agora, sobre traduções de contos de Hans Christian Andersen em Portugal.

Edit2: E também uma obra interessante, direccionada a um segmento que até agora não explorámos - Contos para a Infância Escolhidos dos Melhores Autores (selecção de Guerra Junqueiro).

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5487
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Fábula na Literatura Portuguesa

Postby pco69 » 25 Nov 2014 14:13

vampiregrave wrote:(...)
Edit: Já agora, sobre traduções de contos de Hans Christian Andersen em Portugal.

Edit2: E também uma obra interessante, direccionada a um segmento que até agora não explorámos - Contos para a Infância Escolhidos dos Melhores Autores (selecção de Guerra Junqueiro).

Não me parece que a publicação (neste momento) de contos (basicamente) para crianças em ebook, seja algo que valha a pena....
Se nem os adultos ainda aderiram a 100% ao digital (em termos de leitura), creio que o sector infantil nem no 1% estará...
Não sendo esforço meu (edição, adaptação e publicação), parece-me um esforço desnecessário. :whistle:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4347
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Fábula na Literatura Portuguesa

Postby Bugman » 25 Nov 2014 18:16

:wub: O Romance da Raposa :wub:
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Fábula na Literatura Portuguesa

Postby vampiregrave » 25 Nov 2014 18:35

Bugman wrote::wub: O Romance da Raposa :wub:


Aquilino Ribeiro não está em domínio público :catfight:

pco69 wrote:Não me parece que a publicação (neste momento) de contos (basicamente) para crianças em ebook, seja algo que valha a pena....
Se nem os adultos ainda aderiram a 100% ao digital (em termos de leitura), creio que o sector infantil nem no 1% estará...
Não sendo esforço meu (edição, adaptação e publicação), parece-me um esforço desnecessário. :whistle:


Não seria tão drástico, mas creio que em termos de público infantil se tem apostado mais nos chamados enhanced eBooks ou em conteúdos interactivos, mais desenhados para tablets/pc, algo que foge um pouco à nossa filosofia. Não quer isto dizer que obras infanto-juvenis não possam também ter interesse para um público adulto.

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4347
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Fábula na Literatura Portuguesa

Postby Bugman » 26 Nov 2014 14:18

vampiregrave wrote:
Bugman wrote::wub: O Romance da Raposa :wub:


Aquilino Ribeiro não está em domínio público :catfight:

pco69 wrote:Não me parece que a publicação (neste momento) de contos (basicamente) para crianças em ebook, seja algo que valha a pena....
Se nem os adultos ainda aderiram a 100% ao digital (em termos de leitura), creio que o sector infantil nem no 1% estará...
Não sendo esforço meu (edição, adaptação e publicação), parece-me um esforço desnecessário. :whistle:


Não seria tão drástico, mas creio que em termos de público infantil se tem apostado mais nos chamados enhanced eBooks ou em conteúdos interactivos, mais desenhados para tablets/pc, algo que foge um pouco à nossa filosofia. Não quer isto dizer que obras infanto-juvenis não possam também ter interesse para um público adulto.


Concordo com o último ponto do vampire e argumento com o meu comentário! ;)

Na realidade o que me cativou mais, enquanto miúdo n' O Romance da Raposa foi a animação que passava aos Sábados à tarde na RTP2. O livro esse só recentemente o descobri (no sentido de ler, ele estava lá em casa mas não apelava aos meus 8 anitos, quando podia ver a narrativa na TV). A opinião que tenho é que o livro tem muito a dizer às crianças, se um adulto lho ler por exemplos, mas também tem em si um mundo para adultos à procura de se reencontrarem com a leitura. Penso que poderá ser o caso para outros exemplos. A boa escrita, e em especial de um tempo em que o fenómeno "vanity" não era tão acentuado, não escolhe propriamente idades. ^_^
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Fábula na Literatura Portuguesa

Postby vampiregrave » 26 Nov 2014 14:49

Tenho de investigar mais obras. Preferia obras escritas originalmente em português. É possível que se consiga encontrar algumas traduções em domínio público de Andersen ou dos irmãos Grimm, mas essas traduções acusam muitas vezes a sua antiguidade...

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4347
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Fábula na Literatura Portuguesa

Postby Bugman » 26 Nov 2014 17:40

E nós damos-lhe um polimento à maneira! ;)
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela


  • Similar Topics
    Replies
    Views
    Last post

Return to “Projecto Adamastor”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron