Page 3 of 7

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 29 Apr 2014 21:54
by Bugman
Olhem, e a sugestão da Sofiushka morreu porquê?

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 29 Apr 2014 22:17
by Samwise
Bugman wrote:Olhem, e a sugestão da Sofiushka morreu porquê?


Não morreu, tanto que pode perfeitamente figurar na votação. Apenas acho que não é uma imagem apropriada a esta obra, tal como os trabalhos de Thomas Allom que indiquei no primeiro post, quer pela solenidade e seriedade que apresentam (e que contrasta bastante com o tom do livro), quer pela noção de que a história não se desenrola de facto em torno de um Mandarim, mesmo que esse seja o título, e mesmo que essa figura determine em certa parte os eventos do livro.

Ainda tenciono fazer mais pesquisas para ver se encontro outras imagens que sirvam.

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 29 Apr 2014 22:43
by vampiregrave
Por vezes não é fácil mas, sempre que possível, devemos tentar captar a essência da obra na imagem de capa, ao invés de nos limitarmos a uma interpretação literal do título da mesma. Todo este debate em torno da capa é uma das várias formas de diferenciar as nossas edições. Isto para dizer que, todas as sugestões serão tomadas em conta, mas dando especial atenção à opinião do revisor e das pessoas que leram recentemente a obra :bbde:

Claro que o meu voto já pertence ao pudim Flan, por isso não digo mais nada :mrgreen:

Edit: Não é o Ricardo Araújo que engole pudins Flan de uma vez? Se calhar podia patrocinar esta edição :twisted:

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 30 Apr 2014 10:05
by Bugman
É sim senhora, o chamado "Mourinho do engolir pudins".


De volta à capa, se a ideia é captar a essência da obra, a imagens da fruta (e eu voto nas tangerinas) também acabam por falhar na obra... Pelo menos se não forem cortadas à altura do joelho!

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 30 Apr 2014 10:09
by vampiregrave
Se vencer uma das imagens mais problemáticas nesse sentido, podemos pedir à Ana para fazer duas versões e debatemos essa questão com todos os colaboradores para chegarmos a consenso.

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 30 Apr 2014 10:29
by Samwise
Bugman wrote:De volta à capa, se a ideia é captar a essência da obra, a imagens da fruta (e eu voto nas tangerinas) também acabam por falhar na obra... Pelo menos se não forem cortadas à altura do joelho!


Não considero que isso suceda. Há inúmeras passagens que abordam o assunto, com mais frontalidade que noutras obras de Eça. Se for caso disso, posso fazer um apanhado de trechos para justificar a minha posição... :mrgreen:

Em todo o caso, penso que há uma outra questão que vai eventualmente ditar o corte em caso de escolha: o formato "ao alto" do postal. Não há espaço na capa para caber tudo, a não ser que preencham os espaços laterais com qualquer coisa (ou mesmo com "vazio") para o tornar num quadrado - mas pelo que tenho visto das abordagens da Any, ela costuma fazer antes "crops" às imagens, destacando partes destas - o que faz muito mais sentido, IMO.

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 30 Apr 2014 10:49
by vampiregrave
Samwise wrote:
Bugman wrote:De volta à capa, se a ideia é captar a essência da obra, a imagens da fruta (e eu voto nas tangerinas) também acabam por falhar na obra... Pelo menos se não forem cortadas à altura do joelho!


Não considero que isso suceda. Há inúmeras passagens que abordam o assunto, com mais frontalidade que noutras obras de Eça. Se for caso disso, posso fazer um apanhado de trechos para justificar a minha posição... :mrgreen:

Em todo o caso, penso que há uma outra questão que vai eventualmente ditar o corte em caso de escolha: o formato "ao alto" do postal. Não há espaço na capa para caber tudo, a não ser que preencham os espaços laterais com qualquer coisa (ou mesmo com "vazio") para o tornar num quadrado - mas pelo que tenho visto das abordagens da Any, ela costuma fazer antes "crops" às imagens, destacando partes destas - o que faz muito mais sentido, IMO.


Perdendo a capa certo detalhe nalguns dispositivos, especialmente eReaders, se ela não fizesse crop as imagens ficariam demasiado pequenas, sendo difícil discernir quaisquer detalhes. Por outro lado, é rara a imagem em que todos os seus elementos ilustram conceitos da obra em questão, pelo que esse corte acaba por dar ênfase aos aspectos mais pertinentes. Vou dar um toque à Ana para dar uma vista de olhos neste debate :P

Se for caso disso, posso fazer um apanhado de trechos para justificar a minha posição...


Se puderes fazer isso, seria óptimo. Não tem que ser exaustivo, bastariam alguns exemplos.

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 30 Apr 2014 11:09
by Anibunny
Eu não tenho problemas em mostrar os atributos mamários da senhora, no entanto posso retirá-la de lá e focar-me só na máscara ^^

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 30 Apr 2014 16:31
by pco69
Anibunny wrote:Eu não tenho problemas em mostrar os atributos mamários da senhora, no entanto posso retirá-la de lá e focar-me só na máscara ^^

Eu cá, voto nos atributos mamários :D
Mas não conhecendo a obra, abstenho-me de mais comentários ;)

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 30 Apr 2014 17:22
by Bugman
Acho que no contexto do Adamastor os a partir de agora denominados atributos mamários, aplicados na capa d'O Mandarim, são uma exploração de um aspecto marginal da obra. Como qualquer consulta à minha lista de leituras constatará, não me oponho por opôr. A coisa boa é que no final isto vai tudo a votos e a malta aceita (tal como aceitamos todos o próximo aumento do IVA, pese a concordância ser distinta). Por mim venham as fotos... E se conseguirem autorização para decorar a capa com pudins, bora a votos com essa também.

EDIT: acrescentei "aplicados na capa d'O Mandarim".

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 30 Apr 2014 17:25
by vampiregrave
Bugman wrote:Por mim venham as fotos...


Olha o malandro... quer fotos e tudo :mrgreen:

Vamos ver que argumentos apresenta o Sam, da bancada pró atributos mamários.

Edit: Um pouco mais a sério. Quanto à nudez nas capas das nossas edições, não vejo qualquer problema. É certo que não agradará aos mais púdicos. É certo que alguns pensarão que é apenas uma forma reles de captar a atenção. Por mim, desde que faça sentido tendo em conta o conteúdo da obra, caso nos permita destacar das aborrecidas interpretações literais, ou lugares-comuns, acho que devemos avançar sem nos preocuparmos muito com o preconceito alheio.

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 30 Apr 2014 18:08
by Bugman
vampiregrave wrote:Por mim, desde que faça sentido tendo em conta o conteúdo da obra, caso nos permita destacar das aborrecidas interpretações literais, ou lugares-comuns, acho que devemos avançar sem nos preocuparmos muito com o preconceito alheio.


O malandro do Sam já me está a dar trabalho para o fim de semana, logo agora que queria ir passear... Acho que, como mencionei anteriormente, esse é um aspecto puramente marginal neste conto específico. Seria um bocado como usar uma imagem de uma quinta para ilustrar a capa d'Os Maias: até ha trechos que se passam numa quinta, mas simplesmente há imagens que transmitem muito melhor o que se passa na obra.

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 30 Apr 2014 18:11
by vampiregrave
Bugman wrote:
vampiregrave wrote:Por mim, desde que faça sentido tendo em conta o conteúdo da obra, caso nos permita destacar das aborrecidas interpretações literais, ou lugares-comuns, acho que devemos avançar sem nos preocuparmos muito com o preconceito alheio.


O malandro do Sam já me está a dar trabalho para o fim de semana, logo agora que queria ir passear... Acho que, como mencionei anteriormente, esse é um aspecto puramente marginal neste conto específico. Seria um bocado como usar uma imagem de uma quinta para ilustrar a capa d'Os Maias: até ha trechos que se passam numa quinta, mas simplesmente há imagens que transmitem muito melhor o que se passa na obra.


Bem, mas pelo menos estamos todos de acordo. A questão agora é mesmo avaliar se a imagem é apropriada tendo em conta o conteúdo da obra. O Sam tem estado a ultimar a versão EPUB, assim que ele terminar faço a leitura final e dou a minha opinião.

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 30 Apr 2014 20:05
by Samwise
Não esperava que aquela sugestão "impassiva" viesse a originar um debate destes, haha - mas considero interessante ter agora sucedido no Adamastor, porque de certa forma é uma velha questão inerente ao "mundo editorial" que volta e meia sobe à tona de água, nem sempre pelas melhores razões.

O que acho que é há uma série de pontos em discussão que entretanto se emaranharam todos uns nos outros sem ganho para o conjunto.

Por partes:

1 - Eu não estou propriamente a fazer campanha para publicar aquela imagem com a nudez explícita (isto se ela for a vencedora da votação, que é coisa que ainda está por determinar) — considero que a versão cortada (literalmente :mrgreen: ) se adequa da mesma forma à capa da obra. Não é a nudez nem as "mandarinas" em concreto que estou a querer associar à obra, é a imagem no seu todo, considerando ainda que ela exibe uma carantonha malévola e um quadro na parede que evoca motivos orientais e serpentes... . Mas por outro lado é certo que o texto realmente contém algumas referências ao sexo (sem nunca utilizar esta palavra), e aos seios femininos, sempre pela via da tentação ou das consequências práticas de nela ter caído, por mergulho de cabeça, o personagem principal. Logo mais à noite coloco alguns trechos exemplificativos. Ou seja, com ou sem corte, considero a imagem apropriada para figurar na capa do livro, porque reflete um dos temas principais da narrativa.

2 - Decorrente disto, que fique expresso que não me faz diferença o corte (embora tenhamos de "consensualizar" o sítio onde este é aplicado :twisted: ). O que me faz diferença é desconsiderar a imagem por esta eventualmente não exprimir o teor do livro. De todas as que foram aqui colocadas até agora, é a que considero mais próxima do espírito da obra. Pode haver melhores, mas eu ainda não dei com elas — e digamos que passei algumas horas à procura... Estou naturalmente espectante para ver sugestões vossas.

3 - Quanto ao aspecto marginal dos atributos mamários, Bugman, tens razão. São de facto marginais, mas, como referi no ponto 1, não foram estes em concreto que me fizeram pender para a escolha daquela imagem.

4 - Assim por alto, posso justificar cada uma das imagens que coloquei aqui: a primeira é a única que tem um Mandarim a aparecer, decréptio, e acompanhado por uma jovem mulher, que no contexto da obra será a viúva com quem Teodoro pondera casar a determinada altura; a segunda foi a uma imagem que encontrei com um motivo oriental (ainda que o título aponte para o Japão) e uma mulher desnuda — aponta para as orgias e devaneios sexuais de Teodoro; as duas seguintes são duas das paixonetas de Teodoro na narrativa, a primeira uma jovem aristocrata de Lisboa, e a segunda a "generala" e mais o seu cãozito de estimação; a quinta imagem é o "pomo da discórdia" que andamos a debater; a sexta espelha na perfeição o ambiente decadente que Teodoro encontra ao longo da viagem que faz rio acima na China, à procura do Mandarim; e finalmente a última alude às aparições de um pequeno Mandarim que assolam Teodoro ao longo do livro, e como consequência do "crime" que cometeu.

5 - Aquele pudim foi mesmo a primeira coisa em que pensei para a imagem da capa, mas aqui sou sensível ao argumento de que não transmite bem o sabor do livro. :D :D :D

6 - O Epub estará pronto até sexta, portanto, se quiserem aproveitar o formato por motivos de conveniência... ;)

-- EDIT ---

Bugman, não adies por favor nenhum compromisso ou ideia de passeio para o FDS — o Vampire concordará comigo, mas penso que não há pressa nenhuma para chegar à publicação, sendo que pelo meio ainda falta alguém fazer revisão ao meu trabalho, ou seja, a sugestão de imagens para a capa e a consequente votação podem perfeitamente aguardar mais um tempo. Digamos que o trabalho principal, que eu demorei um ano para me decidir a começar, está feito, pelo que mais semana menos semana não faz neste momento diferença nenhuma. Prefiro aguardar e poder contar com mais sugestões para a votação. :tu:

Re: O Mandarim - Eça de Queirós [Desenvolvimento]

Posted: 01 May 2014 00:54
by Samwise
O ficheiro EPUB está praticamente concluído e, em termos de texto para leitura propriamente dita, está mesmo finalizado — pronto para quem quiser avançar. Podem descarregar a partir da respectiva pasta na Dropbox. :) Vampire, penso que podes colocar "em carteira", para se alguém estiver disponível/interessado no processo de revisão.

Entretanto tive curiosidade de conhecer que capas há para aí a circular nas edições no mercado: a pesquisa do google dá nisto.

A maioria das abordagens com algum interesse (e alguma são realmente boas) tem a arte feita "por encomenda", para ilustrar um ou vários temas presentes no livro. As outras esquivam-se com Mandarins "genéricos", motivos orientais e retratos do Eça... :whistle: