A Ruiva - Fialho de Almeida [Concluído]

Que imagem escolheria para a capa de «A Ruiva»?

Poll ended at 12 Jul 2014 10:51

Jeune fille coiffant ses cheveux, de Renoir
4
44%
Death and the Maiden (1915), de Egon Schiele
5
56%
 
Total votes: 9

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

A Ruiva - Fialho de Almeida [Concluído]

Postby vampiregrave » 16 Jan 2014 10:05

Texto-fonte: Biblioteca Nacional de Portugal

Trata-se de uma novela relativamente extensa, incluída no volume "Contos", publicado em 1881. Não havia por aí um tópico dedicado às ruivas? :mrgreen: Estou à espera de uma torrente de sugestões de capa para este :P

Votação

Jeune fille coiffant ses cheveux, de Renoir
Image

Madame Poupoule at Her Dressing Table (1989), de Henri de Toulouse-Lautrec
Image

Death and the Maiden (1915), de Egon Schiele
Image

At the Mirror, de Edgar Degas
Image

Urban Sketch
Image

User avatar
Anibunny
Edição Única
Posts: 2814
Joined: 10 Jun 2009 23:11
Location: Porto
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida

Postby Anibunny » 17 Jan 2014 00:07

Posso tirar uma selfie XD

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida

Postby Thanatos » 17 Jan 2014 01:10

Só se aceitam ruivas genuínas, pá!
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida

Postby vampiregrave » 17 Jan 2014 09:49

Anibunny wrote:Posso tirar uma selfie XD


Então pelo pouco que li, vai ter que ser uma selfie num cemitério :mrgreen:


User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4348
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida

Postby Bugman » 26 Jan 2014 13:09

vampiregrave wrote:
Anibunny wrote:Posso tirar uma selfie XD


Então pelo pouco que li, vai ter que ser uma selfie num cemitério :mrgreen:


Se a memória não me falha, um hospital ou uma prisão também servem. Já para não falar na tasca da esquina. :P
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida

Postby vampiregrave » 26 Jan 2014 13:15

Bugman wrote:
vampiregrave wrote:
Anibunny wrote:Posso tirar uma selfie XD


Então pelo pouco que li, vai ter que ser uma selfie num cemitério :mrgreen:


Se a memória não me falha, um hospital ou uma prisão também servem. Já para não falar na tasca da esquina. :P


Oui. Depois de ler na íntegra tento também procurar fotos de Lisboa da época.

User avatar
miriuska
Panfleto
Posts: 25
Joined: 17 Feb 2014 12:33
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida [Em Desenvolvimento]

Postby miriuska » 12 Mar 2014 15:59

Comecei hoje a revisão, i.e comparação entre o DOCX de base e o PDF da BNP.

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida [Em Desenvolvimento]

Postby vampiregrave » 12 Mar 2014 16:01

miriuska wrote:Comecei hoje a revisão, i.e comparação entre o DOCX de base e o PDF da BNP.


Bem-vinda ao fórum :tu:

User avatar
miriuska
Panfleto
Posts: 25
Joined: 17 Feb 2014 12:33
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida [Em Desenvolvimento]

Postby miriuska » 15 Mar 2014 14:32

Terminada a comparação com PDF da Biblioteca Nacional. Passo para a comparação com o livro impresso da Assírio e Alvim, gentilmente cedido pelo Ricardo Lourenço e com uma edição/capa genial.
A pontuação do original é uma miséria e questiono-me se além da actualização ortográfica à luz do Acordo de 1945 também devemos actualizar o vocabulário. Muitas palavras já não se usam mas estão dicionarizadas, pelo que são marcas do tempo facilmente identificáveis e cujo significado está à distância do Priberam/Infopédia.

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida [Em Desenvolvimento]

Postby vampiregrave » 15 Mar 2014 15:11

miriuska wrote:A pontuação do original é uma miséria e questiono-me se além da actualização ortográfica à luz do Acordo de 1945 também devemos actualizar o vocabulário. Muitas palavras já não se usam mas estão dicionarizadas, pelo que são marcas do tempo facilmente identificáveis e cujo significado está à distância do Priberam/Infopédia.


Que, pelo menos no caso dos eReaders Kobo, já vem com o dispositivo. A definição, portanto, está à distância de um toque :)

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4348
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida [Em Desenvolvimento]

Postby Bugman » 15 Mar 2014 17:55

miriuska wrote:Terminada a comparação com PDF da Biblioteca Nacional. Passo para a comparação com o livro impresso da Assírio e Alvim, gentilmente cedido pelo Ricardo Lourenço e com uma edição/capa genial.
A pontuação do original é uma miséria e questiono-me se além da actualização ortográfica à luz do Acordo de 1945 também devemos actualizar o vocabulário. Muitas palavras já não se usam mas estão dicionarizadas, pelo que são marcas do tempo facilmente identificáveis e cujo significado está à distância do Priberam/Infopédia.


Foi daquelas coisas com que me deparei na Morgadinha. Na medida do possível penso ter mantido os termos originais, uma vez que não vale a pena estarmos a emburrecer os nossos leitores. ;)
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
miriuska
Panfleto
Posts: 25
Joined: 17 Feb 2014 12:33
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida [Em Desenvolvimento]

Postby miriuska » 28 Mar 2014 01:45

Terminada a comparação com a versão da Assírio e Alvim gentilmente cedida pelo Ricardo Lourenço, estou vesga e menos baralhada. Aprendi mais sobre pontuação e marcas de diálogo. Ainda não me tinha debruçado sobre isto.
Para tirar as dúvidas que me restam depois de integrar as minhas anotações também, vou ainda recorrer à versão do Círculo de Leitores, que felizmente existe na Internet. Um pouco menos cansativo, espero!
Está a demorar mais, mas espero que o resultado seja tão satisfatório como seria se fosse da lavra do precursor Ricardo nesta revisão.

Para a capa vou investigar fotos/imagens de época, de ilhas operárias clandestinas ou da porta do carro do Hospital de São José (mais macabro!), que indiciem as circunstâncias de que a pobre Ruiva é vítima. As capas sugeridas até agora são lindíssimas mas demasiado óbvias.
O ideal seria a preto e branco com uns pormenores ruivos. Sugestões?

Ainda uma chamada de atenção para a introdução desta versão da A&A, da autoria de António Cândido Franco. Seria bom entrar em contacto com ele e pedir autorização para integrar esta introdução na nossa versão (possivelmente sem o último parágrafo, sobre os critérios da edição da A&A). O Ricardo encontrou também um artigo dele, mais extenso, sobre a obra do Fialho de Almeida em geral. Sugestões?

Por hoje é tudo. Keep posted!

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida [Em Desenvolvimento]

Postby vampiregrave » 28 Mar 2014 10:02

miriuska wrote:Ainda uma chamada de atenção para a introdução desta versão da A&A, da autoria de António Cândido Franco. Seria bom entrar em contacto com ele e pedir autorização para integrar esta introdução na nossa versão (possivelmente sem o último parágrafo, sobre os critérios da edição da A&A). O Ricardo encontrou também um artigo dele, mais extenso, sobre a obra do Fialho de Almeida em geral. Sugestões?


Creio que será complicado dado que o texto foi publicado na edição referida. Quanto ao outro texto que encontrei, parece que também foi publicado num livro, pelo que dá-se o mesmo problema. Se calhar devia criar uma listagem de repositórios digitais das universidades portuguesas, como referência para pesquisar artigos/dissertações acerca das obras que vamos editando, porque recorrendo apenas ao Google Scholar não me tenho safado :P

miriuska wrote:O ideal seria a preto e branco com uns pormenores ruivos. Sugestões?


Creio que a Ana Ferreira não terá dificuldade em tratar disso, aquando da criação da capa.

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4348
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: A Ruiva - Fialho de Almeida [Em Desenvolvimento]

Postby Bugman » 28 Mar 2014 11:02

vampiregrave wrote:
miriuska wrote:Ainda uma chamada de atenção para a introdução desta versão da A&A, da autoria de António Cândido Franco. Seria bom entrar em contacto com ele e pedir autorização para integrar esta introdução na nossa versão (possivelmente sem o último parágrafo, sobre os critérios da edição da A&A). O Ricardo encontrou também um artigo dele, mais extenso, sobre a obra do Fialho de Almeida em geral. Sugestões?


Creio que será complicado dado que o texto foi publicado na edição referida. Quanto ao outro texto que encontrei, parece que também foi publicado num livro, pelo que dá-se o mesmo problema. Se calhar devia criar uma listagem de repositórios digitais das universidades portuguesas, como referência para pesquisar artigos/dissertações acerca das obras que vamos editando, porque recorrendo apenas ao Google Scholar não me tenho safado :P


Isso até seria um belo acrescento ao Adamastor.

miriuska wrote:Terminada a comparação com a versão da Assírio e Alvim gentilmente cedida pelo Ricardo Lourenço, estou vesga e menos baralhada. Aprendi mais sobre pontuação e marcas de diálogo. Ainda não me tinha debruçado sobre isto.
Para tirar as dúvidas que me restam depois de integrar as minhas anotações também, vou ainda recorrer à versão do Círculo de Leitores, que felizmente existe na Internet. Um pouco menos cansativo, espero!
Está a demorar mais, mas espero que o resultado seja tão satisfatório como seria se fosse da lavra do precursor Ricardo nesta revisão.
(...)


Leva o tempo que quiseres. Até agora a obra mais demorada é a Morgadinha dos Canaviais, começada no Natal de 2012 e que com sorte sai na Páscoa de 2014...
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela


Return to “Obras Concluídas”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron