O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby Samwise » 06 Mar 2014 19:41

Uma versão mais próxima do texto em termos de estrutura e linguagem (1st draft):

Quando observei pela primeira vez esta aparição – pois dificilmente consegui interpretá-la de outra maneira - o meu espanto e o meu terror foram extremos. Mas com o tempo a reflexão veio em meu auxílio. O gato, conforme me recordava, havia sido enforcado num jardim adjacente à casa. Assim que soou o alarme de fogo, este jardim enchera-se imediatamente com a multidão, de entre a qual alguém cortou a corda e atirou o gato, através de uma janela aberta, para dentro do meu quarto. Um acto que provavelmente terá tido como intenção acordar-me. A queda de outras paredes esmagou então a vítima da minha crueldade de encontro ao estuque ainda fresco, e o calcário deste, em conjunto com as chamas e a amónia expelida pelo cadáver, acabou por formar a imagem tal como a percepcionei.

---

Em relação à versão do Bug, e não pensado agora na interpretação estilística, assalta-me esta dúvida:

"Isto terá sido feito com o intento de me perturbar o sono."

Penso que quererás dizer a mesma coisa do que eu ("acorda! a casa está a arder!"), mas o teu formato como que gera uma ambiguidade que não está na versão original: perturbar no sentido não de acordar o homem, mas de lhe tornar o sono penoso...
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby Bugman » 06 Mar 2014 20:46

Tomeito, tomáto! :mrgreen: Não me pareceu ambíguo, mas confesso que és bem capaz de ter razão.

Quanto mais avançamos mais acho que devíamos ser um pouco menos literalistas na passagem da obra de uma lingua para a outra.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby vampiregrave » 07 Mar 2014 12:00

Cá vai então a minha sugestão:

Experimentei uma admiração e um terror extremos assim que vislumbrei esta aparição, pois dificilmente a podia considerar menos do que isso. Mas após algum tempo a reflexão veio em meu auxílio. Lembrei-me que o gato havia sido enforcado num jardim próximo da casa. Assim que soou o alarme de fogo, o jardim enchera-se imediatamente com a multidão, de entre a qual alguém cortara a corda e atirara o animal, através de uma janela aberta, para o meu quarto. Isto terá sido feito com o intento de me acordar. A queda das outras paredes havia comprimido a vítima da minha crueldade de encontro ao estuque recentemente aplicado, cuja cal, em conjunto com as chamas e a amónia do cadáver, executara então a imagem como a vi.


No caso em discussão, concordo com o Sam. Tenho é ideia que os tempos verbais que empreguei fogem ao adoptado até aqui.

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby Bugman » 07 Mar 2014 12:35

Há uma coisa nas vossas traduções que me perturba imenso. Não tanto o "mas" a abrir uma frase, mas sim o que se lhe segue. Não me ocorre de ler em português, actual ou em autores mais contemporâneos do Poe, uma coisa que soe a "a reflexão veio em meu auxílio".

Outra coisa, é o uso que fazemos em português de expressões como "com o tempo" ou "após algum tempo". Numa óptica de uso corrente, acho que devíamos recusar a primeira, uma vez que está a associada normalmente a longos períodos de tempo ("com o tempo habituas-te"). A segunda já me parece mais ajustada, mas mesmo assim preferia algo que transmitisse um intervalo mais curto. Daí ter recorrido ao "passado o impacto inicial". Se for caso de grande discussão, não havendo concordância com esta minha perspectiva, então prefiro a solução do vampire.

Tornando à reflexão, acho que há dois caminhos a seguir. Ou usamos uma palavra que soe melhor (pensamento?), ou mudamos o verbo. No meu caso acabei por usar ambas e combinei as duas frases. Quanto à combinação, não me parece que as frases curtas e secas, como o Poe usa, sejam uma ferramenta estilística que resulte, em português, para destacar a relação entre a reflexão e o que a inicia, neste caso a lembrança de que o gato havia sido enforcado ali perto. Daí que tenha junto as frases.

Pegando no texto do vampire e mudando a meu gosto (alterações destacadas):

Experimentei uma admiração e um terror extremos assim que vislumbrei esta aparição, pois dificilmente a podia considerar menos do que isso. Passado o choque inicial um pensamento veio em meu auxílio, pois lembrei-me que o gato havia sido enforcado num jardim próximo da casa. Assim que soou o alarme de fogo, o jardim enchera-se imediatamente com a multidão, de entre a qual alguém certamente cortara a corda e atirara o animal, através de uma janela aberta, para o meu quarto. Isto terá sido feito com o intento de me acordar. A queda das outras paredes teria então comprimido a vítima da minha crueldade de encontro ao estuque recentemente aplicado, cuja cal, em conjunto com as chamas e a amónia do cadáver, executara então a imagem como a vi.


O certamente visa traduzir o "must have"; mudei o verbo que anda de mãos dadas com a compressão da vítima pois parece-me que face ao relato de que ele faz, o "teria", uma vez que ele está a colocar uma hipótese, se coaduna melhor do que o "havia", que indicia já certezas.

Dizei de vossa justiça. :blush:
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby vampiregrave » 07 Mar 2014 12:45

Bugman wrote:Há uma coisa nas vossas traduções que me perturba imenso. Não tanto o "mas" a abrir uma frase, mas sim o que se lhe segue. Não me ocorre de ler em português, actual ou em autores mais contemporâneos do Poe, uma coisa que soe a "a reflexão veio em meu auxílio".

Outra coisa, é o uso que fazemos em português de expressões como "com o tempo" ou "após algum tempo". Numa óptica de uso corrente, acho que devíamos recusar a primeira, uma vez que está a associada normalmente a longos períodos de tempo ("com o tempo habituas-te"). A segunda já me parece mais ajustada, mas mesmo assim preferia algo que transmitisse um intervalo mais curto. Daí ter recorrido ao "passado o impacto inicial". Se for caso de grande discussão, não havendo concordância com esta minha perspectiva, então prefiro a solução do vampire.


Nisso acho que tens razão. Acho que tanto eu como o Sam temos tendência a apresentar uma primeira proposta mais literal, enquanto tu fazes o inverso. O que não deixa de ser bom, porque permite depois conjugar ideias, avaliar que casos em que devemos seguir mais à risca o texto, para tentar não desvirtuar a intenção do autor, ou aqueles que necessariamente precisam de uma tradução mais livre, de modo a evitar situações caricatas com a que indicaste.

Experimentei uma admiração e um terror extremos assim que vislumbrei esta aparição, pois dificilmente a podia considerar menos do que isso. Passado o choque inicial um pensamento veio em meu auxílio, pois lembrei-me que o gato havia sido enforcado num jardim próximo da casa. Assim que soou o alarme de fogo, o jardim enchera-se imediatamente com a multidão, de entre a qual alguém certamente cortara a corda e atirara o animal, através de uma janela aberta, para o meu quarto. Isto terá sido feito com o intento de me acordar. A queda das outras paredes teria então comprimido a vítima da minha crueldade de encontro ao estuque recentemente aplicado, cuja cal, em conjunto com as chamas e a amónia do cadáver, executara então a imagem como a vi.


Bugman wrote:O certamente visa traduzir o "must have"; mudei o verbo que anda de mãos dadas com a compressão da vítima pois parece-me que face ao relato de que ele faz, o "teria", uma vez que ele está a colocar uma hipótese, se coaduna melhor do que o "havia", que indicia já certezas.

Dizei de vossa justiça. :blush:


Parece-me bem, salvo a repetição de «então» na última frase. Também temos um certo excesso de advérbios de modo, mas isso é algo que também acontece no original.

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby Bugman » 07 Mar 2014 14:28

vampiregrave wrote:Parece-me bem, salvo a repetição de «então» na última frase. Também temos um certo excesso de advérbios de modo, mas isso é algo que também acontece no original.


Só vi quatro. Até podem ser suficientes, mas segue então outra proposta:


Experimentei uma admiração e um terror extremos assim que vislumbrei esta aparição, pois dificilmente a podia considerar menos do que isso. Passado o choque inicial um pensamento veio em meu auxílio, pois lembrei-me que o gato havia sido enforcado num jardim próximo da casa. Assim que soou o alarme de fogo, o jardim enchera-se imediatamente com a multidão, de entre a qual alguém certamente por certo cortara a corda e atirara o animal, através de uma janela aberta, para o meu quarto. Isto terá sido feito com o intento de me acordar. A queda das outras paredes teria então comprimido a vítima da minha crueldade de encontro ao estuque recentemente aplicado, cuja cal, em conjunto com as chamas e a amónia do cadáver, executara então a imagem como a vi.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby vampiregrave » 07 Mar 2014 15:07

Parece-me bem. A ver o que diz o Sam. :bbde:

Edit: Não será antes amoníaco?

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby Bugman » 07 Mar 2014 17:10

Talvez, não é daquelas situações que reúna consenso...

Enquanto que a tradução correcta deveria ser para amoníaco, o uso corrente aceita amónia, levando a alguma confusão com o ião amónio (NH4+).
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby vampiregrave » 07 Mar 2014 17:28

Bugman wrote:Talvez, não é daquelas situações que reúna consenso...

Enquanto que a tradução correcta deveria ser para amoníaco, o uso corrente aceita amónia, levando a alguma confusão com o ião amónio (NH4+).


Por outro lado amónia é bastante próximo da grafia brasileira.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby Samwise » 07 Mar 2014 21:42

Bugman wrote:Quanto mais avançamos mais acho que devíamos ser um pouco menos literalistas na passagem da obra de uma lingua para a outra.


Não concordo com a ideia desta ideia ( :mrgreen: ) estar indexada ao avanço relativo dentro da obra, mas concordo que devemos ser um pouco menos literais, nomeadamente em expressões como a que referista: "a reflexão veio em meu auxílio" - é de facto algo que não soa bem nem que se veja por aí em uso corrente - seja tradução ou original português.

Ainda assim, dentro dessa liberdade, penso que devemos seguir a estrutura das frases tanto quando possível - ou seja, nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Também concordo que é bom termos versões por vezes extremas nas diferenças da "literalidade", muito simplesmente porque deixam em cima da mesa mais alternativas e ideias para conjugar.

Em relação ao último texto proposto, com as correcções do Bugman, parece-me bem - faço algumas sugestões finais, para ponderação, que têm a ver com o seguinte:

1 -
"A queda das outras paredes teria então comprimido a vítima da minha crueldade de encontro ao estuque recentemente aplicado..."

Considerar "esmagado" em vez de "comprimido", e "contra o" em vez "de encontro ao" - em ambos os casos, sem que uma alteração implique obrigatoriamente a outra.

2 - "Estuque aplicado" ou "estuque colocado"? Convém sermos coerentes com o uso que fizemos no parágrado anterior - e sempre podemos alterar esse para estar de acordo com este.

3 - Sobre a "amónia" vs "amoníaco", pois não sei... (associo ao uso corrente do amoníaco a produtos de limpeza para WC's... mas não quero com isso influenciar a escolha :rotfl: ). Dentro da frase, "amónia" torna a leitura mais fluida...
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby vampiregrave » 10 Mar 2014 17:11

Quanto ao 2. No parágrafo anterior (original/tradução):

a fact which I attributed to its having been recently spread
algo que atribuí ao facto de ter sido colocado há pouco tempo

Acho que podemos alterar para aplicado sem grande problema.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby Samwise » 13 Mar 2014 17:33

Seguimos para o próximo? :)
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby vampiregrave » 13 Mar 2014 17:41

Samwise wrote:Seguimos para o próximo? :)


Hoje à noite altero aquela situação e coloco novo parágrafo.

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby vampiregrave » 13 Mar 2014 22:48

Tópico actualizado. Próximo parágrafo:

Although I thus readily accounted to my reason, if not altogether to my conscience, for the startling fact just detailed, it did not the less fail to make a deep impression upon my fancy. For months I could not rid myself of the phantasm of the cat; and, during this period, there came back into my spirit a half-sentiment that seemed, but was not, remorse. I went so far as to regret the loss of the animal, and to look about me, among the vile haunts which I now habitually frequented, for another pet of the same species, and of somewhat similar appearance, with which to supply its place.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: O Gato Preto - Edgar Allan Poe [Tradução]

Postby Samwise » 14 Mar 2014 11:39

Primeiro e despreocupado esboço, seguindo a orientação da fidelidade à estrutura frásica:

Apesar de ter desta forma prontamente cedido perante a minha razão, se não de todo perante a minha consciência, devido ao surpreendente acontecimento relatado, este não deixou contudo de causar um impacto profundo na minha imaginação. Durante meses não consegui libertar-me do espectro do gato; e, durante este período, senti regressar ao meu espírito o sentimento-bastardo que me pareceu, sem o ser, remorso. Cheguei a ponto de sentir arrependimento pela perda do animal, e de procurar, dentro dos lugares imundos que agora habitualmente frequentava, por outro bicho da mesma espécie, e de aparência semelhante, que pudesse tomar o seu lugar.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -


Return to “Traduções”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron