José Saramago

Escolha um autor e fomente uma discussão sobre a sua obra e a sua vida
User avatar
Aignes
Enciclopédia
Posts: 858
Joined: 05 Jan 2006 23:59
Contact:

Re: José Saramago

Postby Aignes » 17 Jul 2006 17:57

Samwise wrote:Mas aí é que está! Não te podes ficar pelo primeiro parágrafo... isso não chega para nada...

É como queres ir tomar um banho ao mar e ficares-te pelos tornozelos porque a água está fria.

Com o Saramago tens de deixar que a fluência da escrita te atinja e te contagie... tens de deixar que o teu cérebro se habitue às diferenças estilísticas da escrita.

Depois disso é uma festa! (pelo menos comigo resultou em cheio)

Sam


concordo plenamente...só a meio de um livro de Saramago é que se começa a gostar verdadeiramente, porque a escrita dele é tão diferente e difícil, no início, mas depois torna-se natural e agradável.
«The force that through the green fuse drives the flower
Drives my green age; that blasts the roots of trees
Is my destroyer.
And I am dumb to tell the crooked rose
My youth is bent by the same wintry fever.»

User avatar
Riobaldo
Edição Limitada
Posts: 1099
Joined: 06 Feb 2005 15:14
Location: Lisboa
Contact:

Re: José Saramago

Postby Riobaldo » 17 Jul 2006 18:17

Eu consigo gostar logo ao início.
www.revistaantologia.com

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: José Saramago

Postby Samwise » 17 Jul 2006 18:34

TRiiAd wrote:Eu consigo gostar logo ao início.


Sim, mas tu tens um processador dual-Xeon na cabeça...

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Riobaldo
Edição Limitada
Posts: 1099
Joined: 06 Feb 2005 15:14
Location: Lisboa
Contact:

Re: José Saramago

Postby Riobaldo » 17 Jul 2006 19:46

Samwise wrote:
TRiiAd wrote:Eu consigo gostar logo ao início.


Sim, mas tu tens um processador dual-Xeon na cabeça...

Sam


:mrgreen4nw:
www.revistaantologia.com

Lord Wimsey
Dicionário
Posts: 548
Joined: 29 Nov 2005 21:01
Location: Aveiro
Contact:

Re: José Saramago

Postby Lord Wimsey » 19 Jul 2006 21:10

só doi nos primeiros três meses :mrgreen4nw:

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: José Saramago

Postby Cerridwen » 21 Aug 2006 12:03

<!--sizeo:4-->[size=125]<!--/sizeo-->Saramago evoca a infância em novo livro e defende Grass<!--sizec-->[/color]<!--/sizec-->

Intitula-se As Pequenas Memórias e é o novo livro de José Saramago, que acabou de o escrever na semana passada, na sua casa de Lanzarote, como disse numa entrevista dada à edição de ontem do diário espanhol El País.

O livro, que está a ser traduzido para espanhol pela mulher do escritor, Pilar del Rio, será lançado em Portugal a 16 de Novembro pela Caminho, a editora de Saramago, coincidindo com o 84.º aniversário deste. A apresentação será no mesmo dia, na Azinhaga, a aldeia ribatejana onde José Saramago nasceu.

As Pequenas Memórias esteve para se chamar O Livro das Tentações e é um livro de recordações de infância, com 150 páginas, que abrange o período dos quatro aos 15 anos da vida do escritor. "Não é literatura sobre o que vivi, mas sim aquilo que vivi. Se tivesse dado forma literária à minha vida teriam saído 500 páginas", precisa.

Saramago diz ter "sofrido um pouco" ao escrevê-lo, "porque algumas coisas que conto são dolorosas. Recordações familiares que não são agradáveis, que me tocaram negativamente; podia tê-las omitido, mas não podia dar uma visão idílica de tempos que de idílicos não tinham nada. Isso causou-me dor. E por vezes bloqueou-me".

O autor tinha As Pequenas Memórias "na cabeça há mais de 20 anos", por isso a altura para o escrever era "agora ou nunca". E esclarece: "Queria que os leitores soubessem de onde saiu o homem que sou."

Interrogado ainda sobre a controvérsia em redor da recente revelação do escritor alemão Günter Grass de que pertenceu às Waffen--SS no final da II Guerra Mundial, José Saramago respondeu: Surpreendeu-me a violência das reacções. Ele tinha 17 anos. E o resto da vida, não conta? Parece-me que muita gente que não consulta a sua própria consciência teve uma reacção hipócrita. Anda muita gente à procura dos pés de barro das pessoas influentes. Lembra-me o sujeito que seguia um circo de cidade em cidade. Um dia, perguntaram-lhe: Porque é que anda atrás deste circo? Porque quero ver quando é que o trapezista cai e morre.

Fonte: Diário de Notícias

Lord Wimsey
Dicionário
Posts: 548
Joined: 29 Nov 2005 21:01
Location: Aveiro
Contact:

Re: José Saramago

Postby Lord Wimsey » 12 Sep 2006 22:40

Essa historieta do homem do circo tem todo o ar de quem nasceu há "muito, muito tempo". Todos os larguissimos 5 minutos da entrevista.
Talvez não.

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: José Saramago

Postby Thanatos » 13 Sep 2006 13:32

E já noticiaram que o Fernando "Fiel Jardineiro" Meireles vai filmar o "Ensaio sobre a Cegueira"?
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: José Saramago

Postby Cerridwen » 13 Sep 2006 19:45

Thanatos wrote:E já noticiaram que o Fernando "Fiel Jardineiro" Meireles vai filmar o "Ensaio sobre a Cegueira"?

Notícia:

<!--sizeo:4-->[size=125]<!--/sizeo-->Realizador de "Cidade de Deus" adapta Saramago<!--sizec-->[/color]<!--/sizec-->

Em 1997, muito antes de lançar Cidade de Deus (2002), o realizador Fernando Meirelles tentou comprar os direitos de Ensaio Sobre a Cegueira (1995), de José Saramago. Meirelles queria fazer da adaptação do livro a sua primeira longa-metragem, mas Saramago recusou argumentando que não fazia muito sentido transformar em imagens uma história sobre a cegueira. Dois anos depois, Saramago aceitou vender os direitos à produtora canadiana Rhombus Media e, por obra do destino, caberá a Meirelles assumir a direcção de Blindness (título do romance em inglês).

O filme é uma co-produção entre Brasil (leia-se O2), Canadá, Reino Unido (Potboiler Productions, produtora de O Fiel Jardineiro) e Japão (Bee Vine Pictures), apresentada oficialmente anteontem, durante o Festival de Toronto.

Fonte: Folha de S. Paulo

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: José Saramago

Postby Samwise » 15 Feb 2007 12:18

Lord Wimsey wrote:Completamente de acordo. Além de todos os casos de grandes escritores nunca premiados - Jorge amado, Miguel Torga, Chesterton, Graham Greene, por exemplo - há a lista infindável de escritores de paredes de casa-de-banho que se insiste em galardoar com "o grande prémio literário internacional". Exemplos desta última situção são tantos, tão evidentes, que é quase desnecessário menciona-los.
Não será Saramago, certamente, o mais "escandaloso", mas longe não anda; como é sabido, o prémio nobel tem sido, ao longo de um século, uma forma de premiar e dar notoriedade pública (e claro, política) a "grandes escritores"; é do conhecimento geral também o perfil do tal literata: ser anti-capitalista; contra o 'american way of living'; dado ao vermelho, foices e martelos, marcado por uma ou outra tendência mansa e politicamente correcta (sim, é verdade) como a salvação de baleias do ártico ou os direitos dos gatos domésticos; escrever no bom e já tradicional jeito telegráfico, com pouco ou nada para dizer, limitando-se a meia dúzia de dogmáticas papaias por entre resmas de folhas de uma prosa confusa e desarticulada, onde tudo se conta menos uma estória (entao se for com História, nem vê-los); e, sobretudo, mesmo sendo anémico na escrita e mole no agir, deve transmitir uma imagem de rebeldia e insubmissão. Falsa, claro.
Prémio nobel depois de 62, além Steinbeck, salvo raríssimas excepções não tem qualquer significado. A partir daí, a tão afamada academia sueca limitou-se a um papel de avaliamento político, tornou-se a academia dos fracos e insuspeitos, do politimamente correcto. O próprio Sartre o era sem saber.
Do "pós Steinbeck" destaco, ainda assim, Samuel Beckett, Pablo Neruda, Gabriel García Márquez e Naipaul.

Quanto a Saramago, já foi dito o esencial e o acessório, escusado será acrescentar alguma coisa, exceptuando talvez isto: cavaco é certamente um bibelot político, mas o gorro de rei das banalidades serve a Saramago como a ninguém.


Olha que engraçado. Já nem me lembrava que tina sido com o Wimsey (a auto-apontada estrela do fórum :biggrin: ) que havia tido esta discussão.

Repesquei este post por causa do Steinbeck, do seu "As Vinhas da Ira", e do "Levantado do Chão", o livro de Saramago que estou agora a ler.

Ao fim de algumas páginas, a denúncia social em jeito de crónica de costumes da vida dos defavorecidos fez-me lembrar em tudo a temática do "As Vinhas da Ira". Salvaguardando, claro, o espaço (Route 66 VS Planície Alentejana) e o estilo de prosa (certinha, realista e incisiva VS "virgula-frase-vígula-frase", bíblica e irónica), o resto é em tudo semelhante.

E pronto, agora que já mandaste o Ricardo Reis ao bilhar grande (onde certamente há bola(s) e mecinhas à fartazana), tenta pegar neste livro e ver o que fazes dele. Acho que de "tendências mansas e politicamente correctas (sim, é verdade) como a salvação de baleias do ártico ou os direitos dos gatos domésticos" não deverás encontrar muitos exemplos.

(espero ter-te conseguido espicaçar, senão dou o meu tempo como perdido...)

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: José Saramago

Postby Pedro Farinha » 15 Feb 2007 21:38

Sobre esse livro de Saramago e que não considero dos melhores, eu que sou grande apreciador do autor, Pedro Mexia (critico e politico insuspeito) disse que era o melhor livro comunista que alguma vez lera.

Quanto a Steinbeck, apesar de ser considerada uma obra menor, o meu favoritismo vai para a pérola, o único livro que li que tem banda sonora :smile:

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: José Saramago

Postby Samwise » 16 Feb 2007 11:10

Pedro Farinha wrote:Sobre esse livro de Saramago e que não considero dos melhores, eu que sou grande apreciador do autor, Pedro Mexia (critico e politico insuspeito) disse que era o melhor livro comunista que alguma vez lera.


Já vou perto da página 100 (ando mesmo a devorar o livro!) e até agora só tenho de concordar com o senhor Mexia. E devo dizer que sou das pessoas mais apolíticas que conheço (lol). Nesta fase da história de Portugal, discutir política é mergulhar de livre vontade num lamaçal de imundices de gado!

Cada vez vejo mais ligações à história de Steinbeck, incluindo alguns capítulos intermédios em que a narração principal é abandonada a favor de pequenos ensaios-denuncia de injustiças sociais.

É o terceiro Saramago que leio e, até agora, o mais objectivo de todos.

Quanto a Steinbeck, apesar de ser considerada uma obra menor, o meu favoritismo vai para a pérola, o único livro que li que tem banda sonora :smile:

Eu comecei a ler esse livro em .pdf (pirata), só que estava tão carregado de erros que abandonei a leitura volvidas algumas páginas. Do pouco que li da história do mergulhador, fiquei com a sensação de que era uma excelente narrativa. Um dia hei-de lhe pegar outra vez.

Banda-sonora? Audio-book?

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

Lord Wimsey
Dicionário
Posts: 548
Joined: 29 Nov 2005 21:01
Location: Aveiro
Contact:

Re: José Saramago

Postby Lord Wimsey » 17 Feb 2007 20:25

está certo, Sam. Obrigado por me teres relembrado esse incrivelmente estúpido, vá lá, post da autoria aqui da estrela, e vou ver se encontro o livro por aí.
De facto estava aquilo a que se chama Errado, Saramago, pelo Ensaio sobre a lucidez, é de facto o grande escritor portugues. (Depois de lobo antunes e mario de carvalho)

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: José Saramago

Postby Pedro Farinha » 19 Feb 2007 00:00

Banda-sonora? Audio-book?

Sam


Não, nada disso. Steinbeck descreve a música como para dar ambiente. Do tipo: ouve-se a música calma da familiá, mas um outro ritmo terrível sobrepõe-se, é o lacrau a entrar por debaixo da porta.

Estou a escrever de memória de um livro que li há 20 anos, por isso se calhar não é nada assim :whistling:


Return to “Autores”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 3 guests

cron