Franz Kafka

Escolha um autor e fomente uma discussão sobre a sua obra e a sua vida
User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Franz Kafka

Postby Samwise » 17 Jan 2005 12:19

Não sou a melhor pessoa para falar do Kafka, confesso. Gostei bastante dos três livros que li dele ("O Processo", "O Castelo" e "A Metamorfose"), mas receio que fiquei muito aquém de compreender a maior parte das metáforas utilizadas. No entanto resolvi deixar aqui este tópico para discussão...

Há uma certa similaridade entre o objecto de escrita de Kafka e aquele de Orwell. O indivíduo está sujeito às regras da sociedade em que vive. E por piores que estas sejam, não há escapatória possível.
Mas, enquanto que no universo de Orwell as regras estão bem definidas e o indivíduo sabe calramente onde é a linha, no universo de Kafka a sociedade rege-se segundo um absurdo burocrático ditactorial. Ao indivíduo, apenas resta reger-se em conformidade com aquilo que acha que está certo, nunca sabendo ao certo o que esperar em troca.
Por exemplo, em "O Processo", um indivíduo é acusado de algo que nunca chega a saber o que é (nem nós, os leitores). Esse indivíduo, K. , passa o livro inteiro a tentar saber como se pode defender e como está a decorrer o seu processo sem sequer saber que processo é! E vai-se lentamente enterrando...


Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Franz Kafka

Postby Thanatos » 21 Mar 2005 11:33

Dois meses depois lá venho eu dar um arzinho da minha graça!

E logo para discordar! Acho a tua comparação entre o universo profundamente estílistico de Kafka e o universo mais literal de Orwell algo desfocada. Dificilmente percebo em que medida colocas Orwell e Kafka numa comparação. Lendo as obras de ambos poderemos ser tentados a encontrar um fio de concordância no sentido do indíviduo contra a instituição ser algo bem patente, mas... e aqui é que eu penso ser importante meter o mas, enquanto Orwell via o aparelho do Estado como sendo feito pelos próprios indíviduos, ou seja era algo que tinha uma persona, uma face se assim quiseres, e portanto era passível de ser enfrentado em termos iguais (vd. a face do Big Brother, ou a do Napoleon) já Kafka entrevia o Estado como uma entidade anónima, confusa, desvirtuada do seu próprio conceito e sem fim aparente e contra o qual o indíviduo estava impotente.

Kafka era um funcionário público (tal como Fernando Pessoa e eu :D) e portanto era natural que muita da burocracia descrita nos seus livros adviesse do convivío quotidiano com os milhentos processos complicados pelos quais se tenta dar uma igualdade de tratamento a todos os cidadãos (a verdadeira acepção da burocracia, ao fim e ao cabo) mas que no final acabam por provocar o efeito contrário. Não é à toa que quase todas as suas personagens se chamam K. :)
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Franz Kafka

Postby Samwise » 21 Mar 2005 12:07

Thanatos,

Não percebi muito bem onde está a discordância...

Partilho da tua opinião...

Aquilo que escrevi parece-me que não está em contradição com aquilo que escreveste.

O paralalo que eu estabeleço entre os dois autores limita-se a enquadrar um indivíduo impotente face a uma sociedade que o domina por completo. E o paralelo acaba aí. Concordo que a sociedade vista por cada um deles é completamente diferente.

Sam

P.S. Sim... o personagem(?) K também aparece em "O Castelo".
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Franz Kafka

Postby Thanatos » 21 Mar 2005 12:12

Eu sei que não contradiz muito o que postaste. Mas eu queria avivar a discussão e nada como começar por «discordar». Confessa lá que se eu começasse o post com "Concordo plenamente..." tu não te maçavas a responder? ;)

E agora que reavivámos a discussão podemos falar de "A Metamorfose" e a simbologia do homem-insecto como um escravo das coordenadas trabalho-família. O que pensas desta interpretação, Samwise?

P.S.: referi o Samwise mas todos os outros membros são convidados a participar. :)
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Franz Kafka

Postby Samwise » 21 Mar 2005 12:41

Thanatos wrote: Eu sei que não contradiz muito o que postaste. Mas eu queria avivar a discussão e nada como começar por «discordar». Confessa lá que se eu começasse o post com "Concordo plenamente..." tu não te maçavas a responder? ;)

E agora que reavivámos a discussão podemos falar de "A Metamorfose" e a simbologia do homem-insecto como um escravo das coordenadas trabalho-família. O que pensas desta interpretação, Samwise?

P.S.: referi o Samwise mas todos os outros membros são convidados a participar. :)

HAHAHA

Boa estrátegia! Tens a razão do teu lado!

Para além de me pores a pensar... fizeste-me responder. ;)

Quanto à "Metamorfose"... bem... é a interpretação mais imediatista que se pode fazer ao conto...

O conto começa por parecer estranho e acaba muito mais estranho (o final é
muito desconcertante).

A procupação do Gregor, primeiro para com as suas obrigações laborais e depois com o bem estar da sua família, vão de encontro àquilo que dizes.
A família e a sociedade são (acho) os pilares da sociedade para qualquer indivíduo. Qundo se vê privado de poder dominar (ou de ser dominado, conforme a perspectiva) um ou outro e quando entra numa dependência literal e insustentável ...
E para além de ficar fisicamente dependente deles... ainda leva por tabela.

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Franz Kafka

Postby Thanatos » 21 Mar 2005 12:57

É interessante ver como a família dependia dele para o sustento mas quando os papéis se inverteram ele foi escorraçado e no fim (falo de cabeça) penso que assassinado.

Muito do que está patente no conto deriva dos próprios sentimentos de Kafka para com a sua família e para com o seu trabalho, como aliás é habitual em muita da melhor literatura que se assume quase sempre como auto-biográfica e como reflexões sobre si próprio.

Kafka nasceu no seio duma família que se viu dividida numa cidade que não os suportava. De um lado os checos, do outro os alemães e no meio os judeus a quem Kafka pertencia por via do pai. Como todos sabemos os judeus nunca foram bem vistos pelos alemães e na Praga do século XIX eram os bodes expiatórios de todos os males da sociedade. Ao fim e ao cabo "A Metamorfose" nada mais é do que uma metáfora da alienação dos judeus na cidade que não os quer, não os ama, mas depende deles na medida em que muitos dos negócios são geridos pela comunidade judaica.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Franz Kafka

Postby Samwise » 21 Mar 2005 13:25

Pouco conheço da vida de Kafka.

Sabia que ele era funcionário público e que morreu de tuberculose.
Há um filme do Steven Soderbergh, justamente entitulado "Kafka", que mistura alguns contos dele (com relevância para "O Castelo") com a sua própria vida. A vida de funcionário público está lá... assim como os princípios da doença que o levou.

Essa metáfora que envolve os Judeus é interessante. Quem depende de quem...

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Franz Kafka

Postby Thanatos » 21 Mar 2005 13:45

Há um filme do Steven Soderbergh, justamente entitulado "Kafka", que mistura alguns contos dele (com relevância para "O Castelo") com a sua própria vida. A vida de funcionário público está lá... assim como os princípios da doença que o levou.


Mas atenção que esse filme é altamente ficcionalizado. Já agora aproveito para dizer que existe em versão DVD cá nosso pequeno país à beira-mar plantado. ;)

Essa metáfora que envolve os Judeus é interessante. Quem depende de quem...


Como sempre é uma relação simbiótica. Se uns dependem dos outros para terem os «bens», os outros dependem de uns para lhos comprarem. No entanto é de assinalar que seja como for os judeus sempre foram mal vistos pelos países onde se estabeleceram. Note-se o caso português...

E já que falas de O Castelo é altura de referir que, infelizmente, a tradução literal do título em português não permite a dupla análise. Em alemão das schloss tanto significa, castelo, como cadeado e embora no romance surja um castelo é também importante referir que apenas uma porta se abre para o protagonista e só para ele...
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Franz Kafka

Postby Samwise » 05 Apr 2005 17:57

Gamma wrote: Franz Kafka foi para muitos um louco, e para outros um génio.

Já ouvi dizer que a genialidade e a loucura são duas faces da mesma moeda.

Quantas vezes não achamos, ao olhar com um pouco de atenção para as suas vidas, que este ou aquele génio (de qualquer tipo de arte) estão um tanto ou quanto "deslocados" da nossa realidade?

Lembro-me de ver um documentário sobre o Salvador Dali... Nossa Senhora! Se ele não tivesse pintado o que pintou, estava melhor era numa "nuthouse". :P

Sam

P.S. Como é que era aquela... o Kafka escreveu "O Processo" numa só noite???? LOL
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Franz Kafka

Postby Thanatos » 13 Jul 2005 12:52

just_a_sleepyhead, eu recomendaria começar pel'O Processo e depois seguir para O Castelo e terminar com Amerika.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

pure_hate
Manifesto
Posts: 57
Joined: 18 Aug 2005 01:05
Contact:

Re: Franz Kafka

Postby pure_hate » 29 Oct 2005 18:12

no dia em que li a metamorfose pela primeira vez estava no metro e sentaram-se 3 bebados a rodear-me com um aspecto muito trolha mesmo....
e começa um...
-tás a ler o quê?
e eu levantei o livro para mostrar a capa
e diz o mesmo:
-que merda é essa?
e diz outro:
-épá é a história de uma familia que vive ás custas de um gajo até ele se fartar

acho que nunca ninguém me sintetizou um livro tão bem....
:lol!:
<a href='http://www.mublo.com/users/pure_hate' target='_blank'><img src='http://www.mublo.com/listen_out/pure_hate.gif' border='0' alt='user posted image' /></a>


Return to “Autores”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 3 guests

cron