Natureza morta

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Natureza morta

Postby Pedro Farinha » 10 May 2010 11:16

Os velhos são farrapos de memória que levados pelo vento, rodopiam e se redemoinham até ficarem presos nos cantos dos bancos de jardim ou nas peças de dominó que se joga belga.

Confundem-se com as folhas secas que quando se acumulam debaixo dos pés fazem o som característico do Outono.

Eu passo no jardim, o meu ritmo apressado contraria o cair da tarde que se quer lânguida e sonolenta. Caminho mas nada disto observo. Nem os velhos nem as árvores. Todos eles plantados e vergados ao vento que se faz sentir e me empurra no meu movimento perpétuo.

Ao longe crianças esquálidas rivalizam com os patos em mergulhos pouco profundos nas águas sujas do lago. Os guinchos e os grasnados confundem-se. Banda sonora dos meus pensamentos que me absorvem por completo.

Há uma decisão apunhalada no meu rosto e a natureza, para mim, está morta.


Lisboa 21 de Abril de 2010

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Re: Natureza morta

Postby Arsénio Mata » 10 May 2010 21:20

Gosto muito de textos sobre velhos e este está muito bem conseguido. Fazes um retrato muito fiel através de metáforas muito bonitas. Parabéns! :bow:
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/

User avatar
João Arctico
Dicionário
Posts: 537
Joined: 23 Oct 2009 23:16
Contact:

Re: Natureza morta

Postby João Arctico » 13 May 2010 17:30

Uma descrição pormenorizada!
Um pensamento sem pormenores...
Um ambiente vivo - mesmo que em final de ciclo - que o rodeia.
Uma morte teimosamente viva...
:tu: :tu: :tu:
"É isto o que, de todo em todo, pretendia o autor? Não sei; é a opinião do leitor que eu dou." Jean-Paul Sartre
"Mas mesmo aquilo que a gente não se lembra de ter visto um dia, talvez se possa ver depois de algum viés da lembrança" Chico Buarque in Estorvo


Return to “Pedro Farinha”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron