As flores de Alderon

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

As flores de Alderon

Postby Pedro Farinha » 16 Aug 2010 21:38

Fecho a porta e entro no quarto escuro. Nesse quarto agora vazio em que o vento gélido da tua ausência me provoca arrepios de dor.

O teu nome aflora-me aos lábios e digo-o num murmúrio inaudível. Onde estás? Abraço o meu próprio corpo e invoco os momentos que trago tatuados na minha memória dos tempos felizes. Toco com os lábios na ponta dos dedos onde guardo as geografias do teu corpo.

Sinto agora todo o peso das consequências nefastas. Mas prefiro mil vezes viver com elas que viver sem te ter vivido. Do que me quedar em dias de saudade a pensar no que teria sido se eu tivesse tido coragem.

Sento-me na borda da cama. O quarto está escuro e eu também. Mas algo brilha na cómoda, são as flores de Alderon. Um verdadeiro milagre da natureza. Como foi possível à semente encontrar uma fissura naquele solo tão firme. Quantas horas de carinho e paciência para que a planta crescesse até a termos deixado ao vento de Maio.

Não, as flores de Alderon nunca poderão morrer. Nem que tenham de ser alimentadas com o sangue das minhas lágrimas clandestinas.

urukai
Edição Única
Posts: 3232
Joined: 07 Aug 2008 23:35
Location: Lisboa
Contact:

Re: As flores de Alderon

Postby urukai » 16 Aug 2010 21:54

Apesar de o conteúdo ser distante do que eu queria transmitir, vou querer parte dos direitos de autor deste texto! :devil:

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Re: As flores de Alderon

Postby Arsénio Mata » 16 Aug 2010 21:56

Gostei muito. Tens o dom de transformar a tristeza em algo belo.
Muito à português(estou a pensar no fado) ;)
Gostei muito deste trecho:
Pedro Farinha wrote:Sinto agora todo o peso das consequências nefastas. Mas prefiro mil vezes viver com elas que viver sem te ter vivido. Do que me quedar em dias de saudade a pensar no que teria sido se eu tivesse tido coragem.

Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/


Return to “Pedro Farinha”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron