Equívoco

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Equívoco

Postby Pedro Farinha » 26 Aug 2010 20:09

O ódio era tanto que lhe cravei a faca no peito e lhe rasguei as carnes. Foi só na aflição da dor que percebi que o futuro cadáver era eu.

O sangue escorreu morno e aqueceu-me a alma.

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Re: Equívoco

Postby Arsénio Mata » 27 Aug 2010 02:13

Genial! :bow: :bow: :bow:
Com poucas palavras crias um texto fortíssimo , cheios de significados. Gostei mesmo muito.
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/

User avatar
Ripley
Edição Limitada
Posts: 1219
Joined: 30 Jan 2009 02:10
Location: Under some mossy rock
Contact:

Re: Equívoco

Postby Ripley » 27 Aug 2010 18:10

Subscrevo o que disse o Arsénio.
Usaste as palavras como recurso imagético (como fazes habitualmente - e habitualmente bem) e criaste uma cena noir de sangue e espelhos.

---§§§---

Pelo rasgão na carne o espírito escapou-se. Virou-se para trás e olhou o corpo dilacerado. Que pena!
Lá teria que procurar outro, prosseguindo uma viagem velha de séculos.

Um dia talvez conseguisse encontrar quem o matasse - a ele e não apenas ao corpo que habitava.
"És a metade que me é tudo." [Pedro Chagas Freitas]
---§§§---
"O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende." [Miguel Esteves Cardoso]


Return to “Pedro Farinha”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron