Mimmimigo – A cidade fortificada

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Mimmimigo – A cidade fortificada

Postby Pedro Farinha » 16 Oct 2011 13:22

Caminho pelo chão porque as asas foram-me amputadas. A cidade ergue-se à minha frente. Desinteressante. Anódina. Mas as gruas, quais girafas citadinas, erguem-se acima dos edifícios e mostram o caminho. A cidade em construção.
Tenho todo o tempo do mundo. Ninguém me espera ao virar de uma esquina e não há braços que me acolham quando o domingo chega. Excelente. A solidão como forma de paz. O matraquear dos martelos-pneumáticos anuncia a aurora como os galos nos livros que lia em criança. A azáfama começou. Arquitecto auto-nomeado vigio o andamento dos trabalhos. Tudo tem de ficar perfeito para que não haja sobressaltos ou ruas com saída. A cidade como infinita rotunda, ardilosamente construída, para que se possa caminhar para sempre sem correr o risco de sair fora das muralhas e mostrar o flanco frágil ao inimigo.
Mal a poeira da obra assente, batalhões de varredores irão limpar escrupulosamente parede a parede, rua a rua, pedra a pedra até que a cidade brilhe mesmo que a cor não varie mais que tonalidades diversas de cinzento. O asfalto nas ruas não terá marcas de pneus e as sarjetas brilharão ao sol do meio-dia com as suas grelhas metálicas num sorriso asséptico.
A cidade imaculada como um grito perfeito e desinteressante no deserto.

Na biblioteca, refúgio exclusivo dos sentidos, restará um livro, o primeiro e o mais importante. E é sobre essa estrada que se poderá ver a sombra dos relatos (com)fusos do passageiro do vento quando este a sobrevoou.
Esse será o segredo da cidade que, ignorante, pulsa o seu coração mecânico a intervalos regulares e imperturbáveis.

User avatar
João Arctico
Dicionário
Posts: 537
Joined: 23 Oct 2009 23:16
Contact:

Re: Mimmimigo – A cidade fortificada

Postby João Arctico » 17 Oct 2011 22:51

Nenhuma cidade será imaculada, nenhum grito será perfeito, quando um coração se finge impertubável: porque ele será tudo... menos mecânico.
:tu: :tu:
"É isto o que, de todo em todo, pretendia o autor? Não sei; é a opinião do leitor que eu dou." Jean-Paul Sartre
"Mas mesmo aquilo que a gente não se lembra de ter visto um dia, talvez se possa ver depois de algum viés da lembrança" Chico Buarque in Estorvo


Return to “Pedro Farinha”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron