Joaquim

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Joaquim

Postby Pedro Farinha » 27 Apr 2006 09:30

Joaquim mentia com quantos dentes tinha na boca. O que, no caso dele, não era muito. Afinal só lhe restavam dois dentes, um em cima e outro em baixo. Desencontrados, mas não tão distantes que não lhe permitissem rasgar o pão com torresmos com que matava o bicho todas as manhãs.

Era nesses instantes, e perante a audiência reduzida que comungava da hora matinal na Casa do Povo, que Joaquim contava uma e outra história, por vezes repetindo-se na trama, mas inventando sempre novos pormenores, detalhes suculentos, que prendiam a atenção dos habitantes da aldeia.

Depois, com vagar que a pressa é inimiga da idade, levantava-se e ia dar as suas voltas, dar de comer aos coelhos e às galinhas e esforçar o que lhe restava das costas, com um enxó na mão a retirar batatas da terra.

Foi então que as águas se agitaram, maus espíritos cercaram a aldeia ou aconteceu o que tinha de acontecer que às vezes as histórias já estão escritas e apenas aguardam a sua hora para virem a lume. O certo é que o Ti Manel, homem de nenhumas falas, levantou o cajado uma e outra vez até esborrachar a cabeça já sem cabelos do seu compadre. Como abutres apareceram a televisão e os jornais, aqueles que vocês já sabem e que se pelam por qualquer morte sangrenta, ainda que num canto perdido para trás do sol posto.

Joaquim ganhou pinta de artista e presença assídua nos media nacionais, passou de reformado a correspondente local e amplou a sua audiência. Claro que tudo isso já passou, que mesmos os crimes de sangue chegam a um momento e deixam de chamar a atenção, mas foi o necessário para que novas e deliciosas histórias, com pivots e jornalistas de premeio, fossem enriquecer o reportório, já gasto, do Joaquim lá na Casa do Povo.

User avatar
Venom
Encadernado a Couro
Posts: 488
Joined: 01 Jan 2005 03:17
Contact:

Re: Joaquim

Postby Venom » 01 May 2006 12:22

Gostei do texto. Está simples e lê-se bem. Também achei interessante o assunto de que o texto fala. Hoje em dia só se fala de desastres nos noticiários. Gostava de ter mais para dizer mas infelizmente não-me é possivel.



Cumprimentos.
no sci-fi masterpiece depicts an AI that, upon coming online and searching its database in an effort to better understand mankind, responds by shouting, “You guys are awesome! We should get nachos!

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Joaquim

Postby Samwise » 08 May 2006 16:04

Pedro,

Continuas apostado em contar episódios meio recambolescos da nossa miserável existência social.

E por baixo de uma aparente suavidade literária há uma critica ácido-mordaz à mesquinhez das coisas acessórias, ao mesmo tempo tão repudiada e tão agraciada no nosso seio.

E eu continuo a gostar bastante de ler estas pequenas "crónicas"...

Só a frase do começo... :D

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -


Return to “Pedro Farinha”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron