Page 1 of 1

Ressaca

Posted: 13 Dec 2009 17:18
by Pedro Farinha
O nevoeiro cobre a noite apenas interrompida pelos flashes dos pirilampos devoradores do asfalto.

As ondas trazem ecos distantes da praia de Whakatane.

Os murmúrios do teu corpo completam-me os sentidos.

A seriedade das palavras é interrompida por um riso inoportuno.

A noite perdura no calor de um abraço.


Mas o Domingo vinga-se numa ressaca cinzenta que me embota os sentidos. O peito arde-me por dentro enquanto a pele é coberta por uma película insensível. Os olhos tornam-se baços. A voz perde o seu calor e os braços pendem frios, inúteis, por não terem quem abraçar. Em vão ponho a mão em concha em redor dos ouvidos para tentar captar o eco das tuas últimas palavras. Nada. Ninguém. Vazio. Os olhos procuram os ponteiros que se arrastam numa tortura lenta e impiedosa marcando a marcha lenta do tempo.

E no entanto...

o sol levanta-se todos os dias.

Re: Ressaca

Posted: 13 Dec 2009 18:12
by Arsénio Mata
Soberbo. Tens um dom, na minha humilde opinião. :notworthy:

Re: Ressaca

Posted: 13 Dec 2009 20:51
by Lazy Cat
Tens o dom do lamento de domingo. :tongue:

Re: Ressaca

Posted: 13 Dec 2009 22:10
by Pedro Farinha
Lazy Cat wrote:Tens o dom do lamento de domingo. :tongue:



:smile: :hug:

Re: Ressaca

Posted: 13 Dec 2009 23:24
by Aignes
Está bonito, faz lembrar um bocadinho Murakami de vez em quando. Mas ando à espera de ler um daqueles mesmo giros outra vez. :rolleyes:

Re: Ressaca

Posted: 14 Dec 2009 11:38
by zé.chove
Gostei desse ambiente das primeiras frases! Quando se fala da noite a imaginação dispara-se-me...

Re: Ressaca

Posted: 14 Dec 2009 12:18
by Ripley
A embriaguez dos sentidos deixa uma ressaca de nostalgia.

Os ecos de Whakatane ressoam nas tuas palavras e fazem-nos querer reviver momentos e pegadas a par na areia de uma secreta e longínqua praia adormecida numa dobra de etéreo silêncio.
Todos os dias o sol inunda a praia... mas não estamos lá para voltar a colher os seus raios. Apenas a memória do seu calor perdura. Até à próxima vez...

Re: Ressaca

Posted: 14 Dec 2009 12:25
by Samwise
Apesar de pequeno, este texto é Pedro Farinha vintage; com os sentidos todos à flor de uma pele muito táctil, fisica e sensorialmente falando.