Colecção Minotauro (vários autores)

Todos os lançamentos e opiniões cuja categorização não caiba nos sub-fórums alfabéticos permanecem aqui.
User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Colecção Minotauro (vários autores)

Postby Cerridwen » 01 Oct 2009 23:06

Image Image Image Image

A Edições 70 lançou a chancela Minotauro, uma «colecção de narrativa de um conjunto de autores espanhóis contemporâneos, com obras rigorosamente seleccionadas e apelativas no seu cunho literário universal».

Para mais informações sobre o projecto e respectivos livros, consultar http://www.minotauro.com.pt/.

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: Minotauro

Postby Cerridwen » 07 Mar 2010 15:32

Image
O Perdão dos Pecados, de Antonio Fontana
ISBN: 9789724415567
136 páginas

Finalista do prestigiado Prémio Café Gijón.

Sinopse: «O passado não desaparece: espera por nós, disposto a ajustar contas. Pelo que devíamos ter feito e não fizemos, pelo que fizemos e não devíamos ter feito.

De volta à sua aldeia natal, para o enterro da mãe e da irmã, mortas misteriosamente, Ángela, narradora e protagonista, volta ao sítio de onde há muitos anos partiu, num regresso envolto em breves vislumbres do passado, da história da sua família, uma história de amargura.

Numa narrativa cuidadosa e de grande densidade, a culpa, os remorsos e os traumas, sempre presentes, acompanham o leitor.»

Antonio Fontana nasceu em Málaga, em 1964. É jornalista e, trabalha como redactor e crítico literário no suplemento literário ABCD las Artes y las Letras, do jornal ABC. O seu primeiro romance foi publicado em 1997, De hombre a hombre. El perdón de los pecados (2003) foi finalista do prestigiado Prémio Café Gijón e eleito “novo talento Fnac” em Espanha. Em 2007 foi publicado Plano detallado del infierno.


Image
O Pai da Branca de Neve, de Belén Gopegui
ISBN: 9789724415499
352 páginas

Sinopse: «A protagonista espera em casa que o estafeta do supermercado lhe traga as compras. O estafeta atrasa-se e ela tem de sair. Quando volta descobre que lhe deixaram as compras em casa de uns vizinhos e que os produtos congelados se tinham estragado. Telefona para o supermercado para reclamar.

No dia seguinte, tocam-lhe à campainha e ao abrir a porta dá de caras com o estafeta do supermercado. O homem diz-lhe que por causa do seu telefonema o despediram. A professora lamenta o incidente, mas o homem insiste: ela é a responsável, deve encontrar-lhe outro emprego.

A partir deste episódio, Belén Gopegui, uma das mais importantes escritoras da nova geração de romancistas espanhóis, tece uma narrativa que nos leva pelo mundo incerto dos limites invisíveis que unem e separam o privado do espaço público.»

Belén Gopegui nasceu em Madrid, em 1963. Em 1992 foi publicado o seu primeiro romance, La escala de los mapas. A que se seguiram os romances Tocarnos la cara (1995), La conquista del Aire (1998) ), Lo real (2001), El lado frio de la almohada (2004), El padre de Blancanieves (2007) e Deseo de ser punk (2009).

«Belén Gopegui é quem mais faz do romance instrumento de indagação, reflexão e interpelação política, e no seu sentido mais lato: relaciona-o com as questões da polis» - Ignacio Echevarria, El País

User avatar
Anibunny
Edição Única
Posts: 2814
Joined: 10 Jun 2009 23:11
Location: Porto
Contact:

Re: Minotauro

Postby Anibunny » 07 Mar 2010 15:43

As capas são extremamente apelativas devido à sua simplicidade :) e algumas o preço é acessível. Cheira-me que o que queria ler o da branca de neve, vai ser 20€ :( como são 350 páginas.

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Minotauro

Postby pco69 » 07 Mar 2010 21:02

Anibunny wrote:As capas são extremamente apelativas devido à sua simplicidade :) e algumas o preço é acessível. Cheira-me que o que queria ler o da branca de neve, vai ser 20€ :( como são 350 páginas.


:devil:
O Pai da Branca de Neve
Belén Gopegui
Editora: Minotauro | Ano: 2010
ISBN: 9789724415499
Disponibilidade: 24h
€18.00

http://www.almedina.net/catalog/autores ... es_id=4689
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Anibunny
Edição Única
Posts: 2814
Joined: 10 Jun 2009 23:11
Location: Porto
Contact:

Re: Minotauro

Postby Anibunny » 07 Mar 2010 21:10

18€ com promoção porque sem são mesmo 20€ XD eu até já adivinho estas coisas :devil:

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: Minotauro

Postby Cerridwen » 17 Mar 2010 23:16

O Perdão dos Pecados, recensão crítica: http://bibliotecariodebabel.com/criticas/um-silencio-sismico/

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: Minotauro

Postby Cerridwen » 16 Jul 2010 13:28

Image
Discothèque, de Félix Romeo

ISBN: 9789724416250
224 páginas

Sinopse: «Discothèque é uma comédia negra e com múltiplas vozes, em que se confundem a sátira dos géneros, o melodrama telenovelesco, os fantasmas de Shakespeare e os conflitos familiares da tragédia clássica.

Um ex-combatente da guerra do Sara Ocidental e o seu filho, Torosantos, que faz dupla artística com Dalila Love num espectáculo erótico que percorre as mais conhecidas discotecas rurais, são os protagonistas deste romance cuja acção decorre no dia e na noite de Reis. Carlitos Seral, um humorista que perdeu a graça e que actua num cabaré decadente; Ana Roche, antiga escritora de romances de amor e que se transformou numa vedeta da indústria pornográfica; Mr. Rule, bisneto de um dos principais divulgadores do protestantismo, que se dedica ao tráfico de compostos terapêuticos; Samblancat, piloto; Mercedes Ibarra, que podia ter sido uma estrela infantil como Rocío Durcal ou Pili y Milli e que agora é a gerente de uma pensão bolorenta; b. n. teach, especialista em Miguel de Molinos, um dos místicos mais maltratados pela Inquisição; Marcela, rainha de um peep show na província...eis alguns dos personagens secundários deste romance sombrio e divertidíssimo.

Discothèque, o segundo romance de Félix Romeo, é o futuro imediato, o passado e um presente cujos limites se confundem.»

Félix Romeo nasceu em Saragoça, em 1968. É autor dos romances Dibujos Animados e Discothèque e director do programa cultural de televisão La Mandrágora. Venceu o Prémio Ícaro de Literatura com o romance Dibujos Animados.


Image
As Mãos Pequenas, de Andrés Barba

ISBN: 9789724415949
88 páginas

Sinopse: «Uma menina de sete anos, recém-chegada a um orfanato devido à morte acidental dos seus pais, converte-se para as suas colegas em alguém que é admirado mas também excluído, na pauta que permite medir a vida que não tiveram e o fim do paraíso da inocência. Como na vida, a dor de amar aquilo que não se compreende sobrepõe-se ao sofrimento de não se pertencer ao grupo, até que a imaginação cria estratégias para superar a realidade inventando um jogo. Um jogo que apenas poderá ser jogado a sério, com a violência com que só se joga na infância.

As Mãos Pequenas pode ser enquadrado naquele estrito conjunto de obras como Os Meninos Diabólicos, de Cocteau, ou O Senhor das Moscas, de William Golding: retratos da infância que são simultaneamente perturbadores e comoventes.»

Andrés Barba nasceu em Madrid, em 1975. O seu primeiro romance, La hermana de Katia, foi publicado em 2001 e foi finalista do prémio Herralde. A que se seguiram Ahora tocad música de baile, Versiones de Teresa (Prémio Torrente Ballester), La recta intención, La ceremonia del porno (ensaio) e Las manos pequeñas. É co-autor, juntamente com Pablo Angulo, de El libro de las caídas.

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: Minotauro

Postby Cerridwen » 21 Sep 2010 21:35


User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: Minotauro

Postby Cerridwen » 13 Nov 2010 19:39

Image

Vantagens em Viajar de Comboio, de Antonio Orejudo Utrilla

ISBN: 9789724416311
108 páginas

Sinopse: «Durante uma viagem de comboio, uma mulher conhece um indivíduo falador que afirma ser psiquiatra. Este, em seguida, começa a falar dos seus pacientes, especialmente sobre um paranóico obcecado com uma conspiração governamental que pretende controlar os cidadãos pela triagem dos seus resíduos.

Quando sai, numa das paragens, o comboio parte sem ele, e a mulher fica com uma pasta que contém uma relação de casos mentais, base para um livro que o viajante estava a projectar.»

Venceu o XV Premio Andalucía de Novela, em 2000.

«A descoberta de um narrador cheio de coragem, sabedoria e ideias» - Santos Sanz Villanueva, Revista de Libros

Antonio Orejudo Utrilla nasceu em Madrid, em 1963. Licenciou-se em Filologia Hispânica em Madrid e doutorou-se nos Estados Unidos, onde leccionou em vários universidades. Publicou várias obras na sua área, a novela Fabulosas narraciones por historias (1996), que recebeu o Prémio Tigre Juan para a melhor primeira novela desse ano, e o conto Horizontes de expectativas, incluído na antologia de narrativa espanhola Páginas amarillas (1997). É professor na Universidade de Almería, em Espanha.


Image

Os Peixes da Amargura, de Fernando Aramburu

ISBN: 9789724416304
224 páginas

Sinopse: «Para lidar com o transtorno de uma filha hospitalizada e inválida, um pai atém-se às suas rotinas e passatempos, como cuidar dos peixes no seu aquário; um casamento acaba em enfado, ante o instigar dos fanáticos contra o vizinho, à espera que este se mude; um homem faz o possível para evitar que o ignorem e vive aterrorizado porque todos lhe voltam as costas; uma mulher decide partir com os filhos, sem perceber porque a acusam.

Em jeito de crónica ou reportagem, de testemunhos na primeira pessoa, de cartas ou relatos contados aos filhos, Os Peixes da Amargura reúne fragmentos de vidas nas quais, sem dramatismo aparente, só emerge a emoção – simultaneamente uma homenagem ou denúncia – de forma indirecta ou inesperada, a que seja mais eficaz.

Num estilo ilusoriamente simples, Os Peixes da Amargura transporta-nos para um quotidiano inquietante, onde o prosaico convive com o arrepiante, tendo por pano de fundo um País Basco e a sombra tenebrosa da ETA.

Pela variedade e originalidade dos narradores e abordagens, a riqueza dos personagens e as suas diferentes experiências, Aramburu transforma uma imagem inesquecível dos anos de chumbo e sangue num romance de tremendo impacto.»

Nenhum discurso politico ou informação de imprensa transmitem de forma tão contundente, chocante, o facto de ter vivido e viver a realidade basca” - Arturo Pérez-Reverte, El Semanal

Os Peixes da Amargura venceu os Prémios Mario Vargas Llosa NH, Dulce Chacón e o Premio Real Academia Española.

Fernando Aramburu nasceu em San Sebastián, em 1959. Licenciou-se em Filologia pela Universidade de Saragoça. Foi viver para a Alemanha em 1985, onde trabalhou como professor de Espanhol. Foi membro do Grupo de jovens escritores bascos CLOC de Arte y Desarte e venceu vários prémios literários, incluindo o Prémio Ramón Gómez de la Serna, 1997 e o Prémio Euskadi, 2001. É autor dos romances Fuegos con limón (1996), Los ojos vacíos (2000), El trompetista del Utopía (2003) e Bami sin sombra (2005), entre outras obras.

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: Minotauro

Postby Cerridwen » 06 Mar 2011 12:12

Image

Verão, de Manuel Rico

ISBN: 9789724416298
304 páginas

Sinopse: « Com uma prosa rica e precisa, Manuel Rico esboça neste Verão um retrato de toda uma época, num enredo bem estruturado em que convergem o tormentoso passado da história com os sonhos não realizados dos adultos e as novas esperanças para os seus filhos, que agora assomam ao mundo. Um romance intenso, de intriga, de sentimentos e referências literárias e musicais das últimas décadas, mas também metaliterário, com uma profunda reflexão sobre a escrita e a influência literária na sociedade. Em suma, uma alegoria da vida num Verão pleno de capacidades evocativas, de histórias de amor, desejo e morte.»

Manuel Rico nasceu em Madrid, em 1952. É licenciado em Ciências da Informação pela Universidade Complutense de Madrid. Foi Director de Serviços Culturais no Município de Madrid, Director de Gabinete da Concelhia de Educação e Cultura da Comunidade de Madrid, Coordenador Técnico do Grupo Parlamentar Socialista na Assembleia de Madrid, director de relações institucionais da RTVE e Director de Gabinete do Instituto Cervantes em Madrid. Públicou vários livros de poesia, novela e ensaio. Também trabalhou em vários jornais e revistas. Daz crítica de literária para o suplemento Babelia, do jornal El Pais, desde 1997.


Image

Os Melhores Tempos, de Marta Sanz

ISBN: 9789724416380
268 páginas

Sinopse: «Aos 35 anos, Mário, o protagonista, confronta-se com o facto de os pais, já na terceira idade, se terem divorciado, ao mesmo tempo que vê que o seu próprio casamento começa a ter problemas. Recorda, então, a sua infância numa povoação costeira onde os pais, lutadores antifranquistas, se haviam instalado. Pais progressistas, roupas progressistas, festas progressistas conformam a paisagem daquela infância que o menino e protagonista vive com a desagradável sensação de anormalidade. Sonha ser uma criança normal, com pais normais, e a partir desse desejo de normalidade vai construindo um lugar no mundo que se opõe ao dos seus pais. As razões que os levaram a viver assim e as razões que os levaram, por fim, a separar-se, acabando por compreender e amar essa herança indesejada que a vida lhe pôs à frente.
Um romance paradoxalmente alegre que confirma o talento da sua autora para entrelaçar com mestria a grande História – o franquismo, a transição – com as pequenas histórias quotidianas e individuais.»

Marta Sanz nasceu em Madrid, em 1967. É Doutorada em literatura contemporânea. É autora de novelas, contos, poesia e ensaios e crítica literária. A sua novela Susana y los viejos foi finalista do Prémio Nadal, em 2006. Também leccionou na Universidade Antonio de Nebrija, em Madrid, e dirigiu a revista literária Ni hablar. Colabora com os jornais El País e Público.


Return to “Vários”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 3 guests

cron