Janeiro 2012 / Don Delillo

Todos os meses é proposto um novo autor para leitura e discussão pelos foristas.

Moderador: grayfox

Avatar do Utilizador
grayfox
Edição Única
Mensagens: 4203
Registado: 01 jul 2008 16:20
Contacto:

Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por grayfox »

O autor do mês de Janeiro é Don Delillo.
A melhor assinatura chinesa da actualidade.
Avatar do Utilizador
Sharky
Edição Única
Mensagens: 4590
Registado: 19 jun 2008 00:04
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por Sharky »

A minha escolha à um mês atrás foi " White Noise " e já iniciei a leitura.
Avatar do Utilizador
Bugman
Edição Única
Mensagens: 4349
Registado: 24 jun 2009 17:47
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por Bugman »

Estou fora, regresso com o Mark Twain :whistle: ...

Picuinhice: "escolhi a a dois meses atrás" é incorrecto, logo deve-se escrever "escolhi há dois meses". :bye:
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela
Avatar do Utilizador
Bubbles
Livro Raro
Mensagens: 1994
Registado: 29 dez 2004 18:33
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por Bubbles »

Ja tenho o Underworld em espera na biblioteca :D
"Não sou obrigada a jurar obediência às palavras de qualquer mestre" Horácio
"Um coração saudável tem um comportamento caótico"
Joana Augusto's Flick Photostream *** The Ground Beneath My Feet
Avatar do Utilizador
Arsénio Mata
Livro Raro
Mensagens: 1773
Registado: 01 out 2009 20:41
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por Arsénio Mata »

Comecei a ler Cosmopólis, finalmente. :mrgreen:
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/
Pedro Farinha
Edição Única
Mensagens: 3298
Registado: 03 abr 2005 00:07
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por Pedro Farinha »

O primeiro livro que li de Don DeLillo foi Submundo e fiquei rendido. É um livro marcante que retrata a história recente dos EUA através de personagens diversas, tendo como fio condutor uma bola de beisebol utilizada num home run mítico. A bola saltou para as bancadas e foi agarrada por um miúdo. Mais tarde, já com o valor de objeto-talismã foi passando de mãos em mãos e é através do percurso dessa bola que percorremos o livro.
Depois desse livro fiquei com vontade de ler tudo o que houvesse desse escritor e li, no ano passado: Ruído branco, O homem em queda, Ponto ómega, Cão em fuga, O corpo enquanto arte e Americana.
São livros diversos, uns de fácil leitura, outros mais densos, mas que têm em comum, para além da qualidade da escrita, a presença constante da cinematografia, quer na escrita, quer na temática e ainda uma visão crítica sobre os Estados Unidos.
Aproveitando ser o autor deste mês parece que o livro que mais vai ser lido, por aqui, é O ruído branco. Um livro que gostei bastante ainda que seja muito datado. Centra-se na forma como a televisão entrou nos lares e ofuscou tudo o resto. É um livro que tem muito que se lhe diga e que dá vontade de debater. A importância dada à imagem, seja o professor a entrar na sala de aulas, seja nos desastres e acidentes que apenas podem ser considerados catastróficos se abrirem os telejornais.
Foi uma boa escolha a do Arsénio. Trata-se de um autor que desde que o descobri entrou diretamente para o top.
- Estás a dizer-me que ficar fascinado pelas tragédias que aparecem na televisão é um fenómeno universal?
- Para a maior parte das pessoas, o mundo só tem dois sítios: o sítio onde elas vivem e a televisão. Se algo nela acontece, temos todo o direito de ficar fascinados. Seja lá o que for.
- Não sei se me sinta bem ou mal, sabendo que a minha experiência é assim tão amplamente partilhada.
- Sentes-te mal – disse ele.

Don DeLillo in O ruído branco
Avatar do Utilizador
grayfox
Edição Única
Mensagens: 4203
Registado: 01 jul 2008 16:20
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por grayfox »

eu estou a ler o White Noise do Don DeLillo, vou sensivelmente a meio.
A melhor assinatura chinesa da actualidade.
Avatar do Utilizador
Sharky
Edição Única
Mensagens: 4590
Registado: 19 jun 2008 00:04
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por Sharky »

grayfox Escreveu:eu estou a ler o White Noise do Don DeLillo, vou sensivelmente a meio.


Já me passaste à frente, ora bolas ;)
Avatar do Utilizador
pageHunter
Edição Limitada
Mensagens: 1220
Registado: 28 mai 2009 13:05
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por pageHunter »

Sharky Escreveu:
grayfox Escreveu:eu estou a ler o White Noise do Don DeLillo, vou sensivelmente a meio.


Já me passaste à frente, ora bolas ;)

Eu vou a 10% do livro. Até agora não me agarrou por aí além, mas tenho perspectivas de que melhore :tu:
Read
Mataram o Sidónio!, Francisco Moita Flores
Different Seasons, Stephen king
The Great Gatsby, F. Scott Fitzgerald

Reading
Sunset Park, Paul Auster



Whatchlist2012@IMDB Watchlist2013@IMDB
Avatar do Utilizador
Sharky
Edição Única
Mensagens: 4590
Registado: 19 jun 2008 00:04
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por Sharky »

pageHunter Escreveu:Eu vou a 10% do livro. Até agora não me agarrou por aí além, mas tenho perspectivas de que melhore :tu:


A partir do capítulo 11 já começa a dar frutos, mas antes disso tens passagens bem originais. Acho que ainda vou comprar e ler o " Submundo " até porque tenho vales da Wook para gastar.
Há qualquer coisa na escrita dele que me cativa, daí estar a ler com calma em tom de apreciação B)
Avatar do Utilizador
Arsénio Mata
Livro Raro
Mensagens: 1773
Registado: 01 out 2009 20:41
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por Arsénio Mata »

Ainda estou a ler o Cosmopolis, muito devagarinho, para não variar. Os diálogos deste autor, embora completamente irrealistas, são os que mais gosto de ler.
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/
Avatar do Utilizador
pageHunter
Edição Limitada
Mensagens: 1220
Registado: 28 mai 2009 13:05
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por pageHunter »

Arsénio Mata Escreveu:Ainda estou a ler o Cosmopolis, muito devagarinho, para não variar. Os diálogos deste autor, embora completamente irrealistas, são os que mais gosto de ler.

Podes explicar melhor a parte do "irrealistas"?
Um dos pormenores característicos da escrita do autor em White Noise são os diálogos terem sempre um tema de maior dimensão do que a própria conversa como pano de fundo. Basicamente não existem conversas baratas, e tudo vai dar a grandes questões sobre a humanidade e afins. As conversas são interessantes de ler, mas dão um carácter artificial à intriga... Neste momento, estando a meio do livro, ainda não decidi se este pormenor abona ou não a favor do autor...

Arsénio, é deste irrealista que estavas a falar?
Read
Mataram o Sidónio!, Francisco Moita Flores
Different Seasons, Stephen king
The Great Gatsby, F. Scott Fitzgerald

Reading
Sunset Park, Paul Auster



Whatchlist2012@IMDB Watchlist2013@IMDB
Avatar do Utilizador
Arsénio Mata
Livro Raro
Mensagens: 1773
Registado: 01 out 2009 20:41
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por Arsénio Mata »

É precisamente isso que falas page. Aquilo são conversas que ninguém tem. Não só ao nível das grandes questões que se escondem atrás dos diálogos, mas acima de tudo a forma como os diálogos se construem. Podes conversar sobre algo filosófico, politico, psicológico, etc, mas esse diálogo vai ter sempre uma estrutura lógica. Nos diálogos do DeLillo a maior parte das vezes um personagem diz uma coisa e o outro responde com algo que a príncipio parece ser uma resposta quase institiva mas distanciada do assunto em questão, mas que depois, com o decorrer do diálogo, se parece encaixar. Um pouco como o enredo do Underworld, onde todas aquelas personagens e sub-plots acabam por se encontrar de forma muito subtil.

O que eu quero dizer com isto é que muitas vezes dois personagens num diálogo falam de coisas diferentes mas ao mesmo tempo da mesma coisa. Não sei se concordam, mas é esta a minha leitura.
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/
Avatar do Utilizador
grayfox
Edição Única
Mensagens: 4203
Registado: 01 jul 2008 16:20
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por grayfox »

eu concordo, acho o Murray, os seus diálogos e comportamentos particularmente ficticios.
A melhor assinatura chinesa da actualidade.
Avatar do Utilizador
pageHunter
Edição Limitada
Mensagens: 1220
Registado: 28 mai 2009 13:05
Contacto:

Re: Janeiro 2012 / Don Delillo

Mensagem por pageHunter »

Está-se a acabar o mês de Janeiro e ainda pouca gente se manifestou sobre este autor <_<

Eu cá estou quase a terminar o White Noise. Ainda não posso avaliar o livro, porque seria injusto fazê-lo sem ler o final, mas já tenho parte da minha opinião formada sobre o autor. Não é um excepcional contador de histórias, há que admitir, nem criou neste livro personagens que valha a pena recordar. O melhor do que li do autor foram os (já referidos) diálogos, em que o autor, de forma por vezes pouco natural, é certo, explora ideias interessantes sobre as quais vale a pena pensar um pouco. Por exemplo, o medo da morte :)
Read
Mataram o Sidónio!, Francisco Moita Flores
Different Seasons, Stephen king
The Great Gatsby, F. Scott Fitzgerald

Reading
Sunset Park, Paul Auster



Whatchlist2012@IMDB Watchlist2013@IMDB
Responder

Voltar para “Autor do Mês”