O Relógio

Lyquid
Capa Dura
Mensagens: 291
Registado: 29 dez 2004 13:10
Contacto:

O Relógio

Mensagem por Lyquid »

Tic tac tic tac tic tac. E a porra do relógio que teima em fazer avançar o tempo e a manter-me no mesmo lugar, absorto, num sítio só meu em que as paredes parecem reverberar com este som fatidicamente monótono.

Tic tac tic tac tic tac. Continua o silêncio a abraçar este estúpido relógio de parede que nem sei quem comprou, mas que o fez certamente com o propósito de me enlouquecer. Os ponteiros parecem dois maluquinhos a correr um atrás do outro mas que depois de se apanharem não param, uma e outra vez.

Tic tac tic tac tic tac. E o que dizer deste pêndulo maquiavélico que se assemelha tanto a uma guilhotina que mais cedo ou mais tarde se vai soltar da caixa e cortar-me a vida em dois bocados inertes de nada?

Tic tac tic tac tic tac. A espera, sempre a espera de que algo mude, que algo se avolume á minha frente, um vulto, uma mulher, a minha mulher. A mulher que vai parar o tempo, que vai fazer cada minuto valer uma hora, que vai fazer a minha vida parecer um sonho de eternidade.

Tic tac tic tac tic tac. Estou a começar a sentir o sangue ferver-me nas retinas, pisco os olhos de quando em vez só para humeder as lentes o suficiente para continuar a fixar este aparelho-bobo. Como se de olhar para ele ganhasse subitamente o poder de parar o mundo e as vozes humilhantes que nele habitam.

Tic tac tic tac tic tac. Parece que por fim o tempo começa a parar, o ponteiro dos minutos avança mais lento do que o habitual, como um cavalo a quem cortaram o pescoço com uma faca romba e que se esvai em sangue manchando a pista de corridas.

Tic… tac… tic… tac… (silêncio). Finalmente o tempo parou. Finalmente posso sair cá para fora e mostrar-me a um mundo inerte e silencioso.

Tic… tac (silêncio definitivo). Definitivo? E não é que alguém se esqueceu de dar corda á merda do relógio? O mundo continua a girar, jocoso. As pessoas continuam a sair de casa para partilharem connosco as coisas que não queremos ouvir. O meu corpo continua incapaz de acompanhar a minha mente nas minhas deambulações noctívagas em que olho a tua janela, da tua casa, da tua vida, com a tua família, e oiço risos divertidos, risos de quem é feliz, os risos que desaprendi a dar.
Amo todas as palavras... especialmente as que não podem ser ditas em voz alta para não quebrar o encantamento, por isso são escritas e são entregues de peito aberto a quem quiser entrar nos nossos sonhos, nas nossas dores.
Lazy Cat
Livro Raro
Mensagens: 1619
Registado: 14 jun 2005 22:37
Contacto:

Re: O Relógio

Mensagem por Lazy Cat »

Epa, isto é assim a dar para o psicopata... Oo
Mas parti-me a rir com o "Definitivo? E não é que alguém se esqueceu de dar corda á merda do relógio?" lol
Imagem
Imagem When I'm sad, I stop being sad and be awesome instead. True story
Lyquid
Capa Dura
Mensagens: 291
Registado: 29 dez 2004 13:10
Contacto:

Re: O Relógio

Mensagem por Lyquid »

Psicopata? Ora aí está uma coisa que nunca chamaram a um texto meu...

Mesmo assim obrigado (acho eu) pelo comentário Lazy.

Jorge O.
Amo todas as palavras... especialmente as que não podem ser ditas em voz alta para não quebrar o encantamento, por isso são escritas e são entregues de peito aberto a quem quiser entrar nos nossos sonhos, nas nossas dores.
Lazy Cat
Livro Raro
Mensagens: 1619
Registado: 14 jun 2005 22:37
Contacto:

Re: O Relógio

Mensagem por Lazy Cat »

LOL há sempre uma primeira vez =P

Psicopata, no sentido de começar muito bem, muito "normal", mas ao longo do texto as palavras tornam-se cada vez mais agressivas e sangrentas.
Primeiro é monótono, depois vem a lourcura, depois maquiavélico com guilhotinas a cortar bocados... nem o pobre do cavalo se escapa do banho de sangue! E por fim tudo pára, tudo morre, até os risos.
Que tristeza, que escuridão. Acende a luz, pá! =P
Imagem
Imagem When I'm sad, I stop being sad and be awesome instead. True story
Avatar do Utilizador
Samwise
Realizador
Mensagens: 14974
Registado: 29 dez 2004 11:46
Contacto:

Re: O Relógio

Mensagem por Samwise »

A primeira vez que li o texto, não gostei lá muito, mas depois do comentário do "psicopata", resolvi ler com mais atenção, e então já gostei mais.

Gostei sobretudo de algumas imagens que crias com as palavras.

Psicopata não lhe chamaria, mas demente e obsesivo (em doses pequenas) talvez...

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -
Lazy Cat
Livro Raro
Mensagens: 1619
Registado: 14 jun 2005 22:37
Contacto:

Re: O Relógio

Mensagem por Lazy Cat »

pronto, sou eu que sou exagerada. :biggrin:
Imagem
Imagem When I'm sad, I stop being sad and be awesome instead. True story
Avatar do Utilizador
Venom
Encadernado a Couro
Mensagens: 488
Registado: 01 jan 2005 03:17
Contacto:

Re: O Relógio

Mensagem por Venom »

Samwise Escreveu:Psicopata não lhe chamaria, mas demente e obsesivo (em doses pequenas) talvez...


Ó Sam porque é que tudo o que seja louco, demente e obsesivo tem que vir, ou ser, em pequenas doses? :mrgreen4nw:

Agora falando do texto. Adorei. Gostei da forma como transmites a loucura do personagem através dos paragrafos, e das coisas que ele imagina. Cinco estrelas :thumbsup: !
no sci-fi masterpiece depicts an AI that, upon coming online and searching its database in an effort to better understand mankind, responds by shouting, “You guys are awesome! We should get nachos!
Responder

Voltar para “Lyquid”